5+ livros reportagens vencedores do Prêmio Jabuti

O Prêmio Jabuti é o principal prêmio de literatura ​brasileira. Foto: Reprodução.
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Por Clara Menezes

O Prêmio Jabuti, o mais importante prêmio de literatura brasileira, foi idealizado pelo escritor e crítico literário Edgar Cavalheiro, em 1959. Na época, ele era presidente da Câmara Brasileira do Livro e buscava, junto com os dirigentes da entidade, uma maneira de aumentar os recursos do mercado editorial. Então, para o prêmio ocorrer, foram organizadas diversas reuniões pelo presidente  Cavalheiro e o secretário Mário da Silva Brito.

Com diversas categorias, como Infantil, Romance, Gastronomia e Direito, o Prêmio Jabuti tem um Conselho Curador desde 2012 composto por nomes importantes da Literatura. Este ano, os integrantes são o filósofo, professor e autor Eduardo Jardim; o professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) Jair Marcatti; o professor sênior do Instituto de Física da Universidade de São Paulo Luis Carlos de Menezes; e o jornalista e professor de Literatura Pedro Almeida.

Como uma homenagem ao maior prêmio da literatura do Brasil, o Jornalismo NIC preparou uma lista com 5 livros de reportagens entre os vencedores do Prêmio Jabuti. Os livros reportagens são de extrema importância para entender a História, muitas vezes, não conhecida por grande parte da população. Eis a nossa lista e boa leitura!

 

Cova 312

​​Daniela Arbex busca a história do jovem militante Milton Soares de Castro para saber o que realmente aconteceu. Foto: Reprodução.

O livro escrito por Daniela Arbex conta a história de como as Forças Armadas, durante a ditadura, assassinou o jovem militante Milton Soares de Castro e simulou um suicídio por enforcamento. Após descobrir que o jovem foi o único morto na penitenciária de Linhares, a jornalista e autora do bestseller “Holocausto Brasileiro” procura todas as informações sobre  o  militante, reconstituindo sua vida. Narrado como um romance, a obra ganhou primeiro lugar na categoria de “Reportagem e Documentário” do Prêmio Jabuti em 2o16. O nome de “Cova 312” surgiu porque a autora encontrou o corpo de Milton, até então desaparecido, na cova 312 do Cemitério Municipal de Juiz de Fora.

 

A Casa da Vovó

​O DOI-Codi tinha um caráter de extrema repressão e violência contra os defensores dos ideais comunistas. Foto: Reprodução

O Destacamento de Operações de Informações – Centro de Operações de Defesa Interna, mais conhecido pela sua sigla, DOI-Codi, foi um órgão de repressão contra a esquerda criado durante o Regime Militar. Esse órgão do exército tinha diretrizes de acordo com a Doutrina de Segurança Nacional do governo norte-americano durante a Guerra Fria. Para escrever “A Casa da Vovó”, livro vencedor do primeiro lugar em sua categoria de “Reportagem e Documentário” em 2015, o autor Marcelo Godoy conversou com mais de 200 apoiadores do regime de extrema direita, incluindo pessoas que foram agentes ativos de uma das mais fortes máquinas repressoras do governo militar.

 

 

 

1889

​”1889″ explora o fim da Monarquia e a Proclamação da República no Brasil. Foto: Reprodução.

Escrito pelo jornalista e historiador, Laurentino Gomes, o último livro da trilogia (composta, também, por 1808 e 1822) conta a história da Proclamação da República em 1889. O livro tem uma narrativa leve, evidenciado no subtítulo que diz: “Como um imperador cansado, um marechal vaidoso e um professor injustiçado contribuíram para o fim da Monarquia e a Proclamação da República no Brasil”. Essa escrita suave com um pouco de tom humorístico atrai até as pessoas que não se interessam por livros de história.

 

 

 

As Duas Guerras de Vlado Herzog

Vladimir Herzog foi um jornalista morto durante a Ditadura Militar. Foto: Reprodução.

O jornalista Vladimir Herzog foi um dos principais símbolos da luta contra a Ditadura Militar no Brasil. A foto de seu corpo morto mostra a clareza dos absurdos e das mentiras contadas pelos militares. Para narrar a história, o jornalista Audálio Dantas explora em seu livro não apenas a vida de Herzog no Brasil, mas também de sua vida antes de chegar ao país, quando sua família precisou deixar a Iugoslávia por causa da perseguição judia durante a Segunda Guerra Mundial. O escritor reconstitui a história de Vladimir por meio de depoimentos, de arquivos e de sua própria memória.

 

 

O Leitor Apaixonado

​Ruy Castro analisa as histórias profissionais e de vida de escritores renomados e desconhecidos. Foto: Reprodução.

Feito pelo jornalista Ruy de Castro, o livro reúne 45 artigos escritos originalmente para a imprensa sobre nomes conhecidos e desconhecidos da literatura. De escritores como Oscar Wilde, Mario de Andrade e F. Scott Fitzgerald a João de Minas e Pedro Carolino, o livro retrata o lado humano desses artistas, analisando como suas personalidades afetaram diretamente a escrita. Para isso, é mostrado a história de vida desses escritores. Desde os autores que se tornaram mundialmente famosos, apesar de inúmeros fracassos, até outros que batalharam por anos e não conseguiram algum reconhecimento significativo.

 

 

Be the first to comment on "5+ livros reportagens vencedores do Prêmio Jabuti"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×