Sonhadora estreia na DC Comics e promove mais diversidade nas HQs da editora

No mês do Orgulho LGBT, a primeira super-heroína transexual a aparecer na televisão, ganha Graphic Novel e debuta nos quadrinhos da franquia


Por Beatriz Bandeira e Vinícius Gabriel

Nia Nal, alter ego da heroína, é relativamente nova no universo da DC. Criada por Robert Rovner e Jessica Queller, Sonhadora foi apresentada na quarta temporada de Supergirl, em outubro de 2018. Na trama, a jovem trans aborda identidade e aceitação dentro da família e da sociedade em sua trajetória para tornar-se uma super-heroína.

Sonhadora (vivida na série pela atriz Nicole Maines) é uma descendente direta de outra heroína, Dream Girl (do gibi “Legião dos Super Heróis”, de 1964). A personagem atua como redatora e secretária de discursos da Casa Branca que acabou fazendo um estágio na empresa CatCo, onde trabalha Kara Danvers, a Supergirl. 

Dotada de poderes de precognição (ou seja, ela é capaz de antecipar eventos antes que eles aconteçam) e projeção astral, a Dreamer acaba tornando-se um membro valioso da equipe de guerreiros liderados pela protagonista.  No seriado, ela se torna uma importante aliada da Supergirl e sua personagem já levantou a discussão de preconceito e violência contra pessoas trans. 

https://twitter.com/DCComics/status/1532511262591971334

Na última semana, a DC anunciou a graphic novel, DREAMER, que contará a história de Nia. A novela foi escrita por Nicole Maines, que interpretou a personagem em “Supergirl”, e ilustrada por Rye Hickman. A atriz também escreveu uma antologia que introduziu Sonhadora aos quadrinhos para a “DC Pride”, uma série de narrativas canônicas de personagens LGBTQIA+* lançada em junho do ano passado. 

Oficialmente, no entanto, a heroína fez neste domingo, 12 de junho, sua primeira aparição na revista intitulada “Superman: Son of Kal-El #13”, passando a integrar o universo regular da DC. Segundo a sinopse do quadrinho: “Essa é a estreia dramática de Dreamer no Universo DC! Quando todos os heróis da terra são ameaçados pelas maquinações de Henry Bendix, Dreamer entra em uma corrida contra o tempo para avisar o Superman, antes que o pior aconteça. Mas essa premonição de uma nova aliada misteriosa pode se tornar um pesadelo para Jonathan Kent?” A editora de quadrinhos vem com a tendência de mais representatividade entre os personagens e deve permanescer com projetos como o selo DC Pride sendo continuados neste ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

css.php