Fortaleza apresenta melhora, mas ainda tem cesta básica mais cara da região Nordeste

Mesmo em queda, preços dos produtos presentes na cesta abatem 56,06% do salário mínimo


Por Gabriel Gago

Em maio, o valor do conjunto dos alimentos básicos diminuiu em 14 das 17 capitais onde o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) realiza, mensalmente, a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos (PCNBA). O preço do tomate contribuiu para a queda no custo da cesta na maioria dos locais pesquisados. 

As quedas mais agressivas foram observadas em Campo Grande (-7,30%), Brasília (-6,10%), Rio de Janeiro (-5,84%) e Belo Horizonte (-5,81%). As elevações foram registradas em Belém (2,99%), Recife (2,26%) e Salvador (0,53%). 

Desde abril, o preço do quilo do pão francês subiu em todas as cidades. O leite integral, o quilo do café em pó e o feijão apresentaram grande aumento em quase todos os municípios entre os últimos dois meses. O tomate foi o único que teve seu preço reduzido em quase todas as capitais, exceto em Belém (5,42%).

Novamente, São Paulo foi a capital onde o conjunto dos alimentos básicos apresentou o maior custo (R$ 777,93), seguida por Florianópolis (R$ 772,07), Porto Alegre (R$ 768,76) e Rio de Janeiro (R$ 723,55). Nas cidades do Norte e Nordeste, os menores valores médios foram registrados em Aracaju (R $548,38) e em João Pessoa (R $567,67). 

O custo da cesta básica de Fortaleza, composta por 12 itens, constatou declínio de 2,96%, totalizando R$ 628,46 em maio deste ano. No mês anterior, a cesta básica custava R$ 647,63. Apesar do recuo, ainda é o valor mais alto pago pelo grupo de alimentos essenciais entre as capitais pesquisadas no Nordeste

Confira os preços no Ceará:

ProdutosQuantidadesValor
Total da cestaR$ 628,46R$ 628,46
Óleo900 mlR$ 11,53
Tomate12 kgR$ 90,12
Banana7,5 dzR$ 50,10
Farinha3 kgR$ 16,74
Pão6 kgR$ 101,04
Feijão4,5 kgR$ 39,42
Arroz3,6 kgR$ 19,15
Café300 gR$ 10,49
Açúcar3 kgR$ 13,08
Manteiga750 gR$ 44,66
Carne4,5 kgR$ 200,21
Leite6 LR$ 31,92

PeríodoSalário mínimo nominalSalário mínimo necessário
2022
MaioR$ 1.212,00R$ 6.535,40
AbrilR$ 1.212,00R$ 6.754,33
MarçoR$ 1.212,00R$ 6.394,76
FevereiroR$ 1.212,00R$ 6.012,18
JaneiroR$ 1.212,00R$ 5.997,14

Foto em destaque: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

css.php