Ceará e Fortaleza disputam o campeonato brasileiro sub-20 feminino em São Paulo

As Leoas têm grande chance de classificação para a segunda fase do certame. Já as Alvinegras vão jogar para melhorar o desempenho


Por Carolina Romanholi

O Campeonato Brasileiro Feminino Sub-20 teve início no dia 3 de maio e o término está marcado para o dia 2 de julho. O certame conta com 24 clubes de todo o Brasil. Distribuídos em seis grupos de quatro clubes cada e será disputado da seguinte forma: na 1ª fase, todos os clubes jogam entre si, dentro de suas chaves em jogos de ida e volta, avançam para a 2ª etapa apenas oito equipes (que serão divididas em dois grupos), com os primeiros colocados de cada grupo e os dois melhores segundos colocados. Classificam-se para a 3ª fase, os quatro melhores clubes, que serão divididos em dois grupos e para a fase final. Os vencedores dos jogos, da terceira fase, avançam para a final, que será disputada em jogos de ida e volta nos dias 18 de junho e 2 de julho próximos.

Ceará e Fortaleza estão representando o Estado do Ceará na competição. Ao final da quarta rodada, o Fortaleza se encontra em segundo lugar do seu grupo com 7 pontos, acumulando 2 vitórias, 1 derrota e 1 empate. Já o Ceará, com apenas 1 ponto está em última colocação em sua chave, vindo de 3 derrotas e um empate. Os jogos estão acontecendo no estádio Gabriel Marques Silva, em Santana da Parnaíba -SP.

Os times cearenses ainda têm dois jogos pela frente. As Leoas do Pici enfrentam o Atlético Mineiro e o Vasco em jogos válidos pela 5ª e 6ª rodada respectivamente. Já as Alvinegras de Porangabussu jogam contra a equipe do Botafogo – RJ e o ESMAC – PA.

Bruna do Ceará de posse da bola indo para o ataque / Fotos: Adriano Fontes/CBF

O Ceará joga as duas últimas partidas sem expectativa de classificação, mas o time vem com vontade de jogar, para melhorar o desempenho do time em relação aos outros campeonatos. Apesar de saber que a classificação é bastante difícil neste momento, o técnico Felipe Santos quer ser competitivo nesses dois últimos jogos, para fazer uma pontuação melhor do que nos certames passados e com isso colocar o Ceará cada vez mais como um clube tradicional dentro futebol feminino.

Ao contrário de outros modelos de disputa do campeonato brasileiro feminino, o Sub-20 é bem mais curto, com jogos em sequência e isso acaba influenciando no rendimento das atletas. “O ritmo competitivo exigiria para formarmos melhores atletas, no Brasil todo, não só para as equipes cearenses que estão disputando a competição, um calendário maior”, afirma Santos. Já o Fortaleza tem grandes chances de classificação para a segunda fase.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

css.php