Prazo para emissão do primeiro título eleitoral termina no próximo dia 4 de maio

Jovens de 16 a 18 anos devem procurar atendimento na Justiça Eleitoral  do seu estado para votar nas eleições de 2022


Por Cíntia Duarte

2022 é um ano importante para a democracia brasileira. Em novembro teremos eleições para os cargos de Presidente da República, governador, senador, deputados federais e deputados estaduais. E, para participar do processo eleitoral, é preciso estar em dia com a Justiça Eleitoral. O eleitor tem até  4 de maio para regularizar sua situação.

Ilustração: Chate

Segundo a  Lei das Eleições (Lei nº 9.504/97 – artigo 91), o fechamento do Cadastro Eleitoral deve ocorrer 150 dias antes de cada pleito, que será em 2 de outubro. Logo, os eleitores que estão em débito por não comparecimento, mudança de endereço, inserir nome social ou desejar tirar seu primeiro título de eleitor devem procurar atendimento pelo Tribunal Eleitoral do seu estado. No caso do Ceará, os atendimentos estão sendo feitos de forma presencial e online. 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrou em março mais 445.553 novos eleitores entre 16 e 18 anos. Em sessão plenária do TSE, o ministro Edson Fachin relata um aumento de 28% para confecção de novos títulos em comparação ao mês anterior. 

Ingrid Lima, estudante de 16 anos, se prepara para exercer pela primeira vez seu papel como cidadã. “Acho importante começar desde cedo a ter essa oportunidade de representatividade, de estar dentro de algo tão importante e de poder fazer parte de escolhas para o futuro”. Afirma também que espera a consciencialização da sociedade perante a responsabilidade de eleger um candidato para nos representar. 

“Toda essa questão merece ser cultivada e estar em universidades e em debates políticos. E  acabar com a ideia que não se pode conversar sobre política, mas que deve, sim, ser discutida e ser incentivada desde as escolas, universidades e espaços públicos”, esclarece a cientista política Tainah Sales, sobre a grande importância de trazer os jovens ao engajamento político para a responsabilidade de transformação social. “É uma forma de fazê-los perceber a  importância de seus atos enquanto atores sociais, capazes de fazerem mudanças sociais. Essa consciência política deve ser cultivada desde a juventude para que seja possível se pensar numa cultura política e social pela população.” 

Para atendimentos presenciais é necessário agendamento pelo site do TRE ou por meio do Disque Eleitor 148 (dias úteis, das 7 às 14 horas). O site conta também com serviços on-line. 

Foto em destaque: Divulgação


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

css.php