Ensaio fotográfico homenageia os 296 anos de Fortaleza e retrata a realidade periférica

Imagens de uma grande metrópole com seus locais históricos, problemas sociais e econômicos que marcam mais um aniversário


Por Cadu Franco

Na semana do aniversário de Fortaleza, busquei visitar alguns locais históricos da capital para homenageá-la por meio da fotografia. Em dias chuvosos do mês de abril, a cidade que é conhecida como “Terra da luz” ficou nublada, menos movimentada e com um aspecto de incompleta, porém não deixou de entregar o encanto e a presença de 296 anos de história.

O meu objetivo era captar imagens da Praça do Ferreira, Centro Dragão do Mar, Passeio Público e outros pontos que denotam o início da história da cidade. Por conta da chuva e da pouca luz do sol, porém, não consegui fotografar todos os locais e suas belezas, que são ressaltadas em dias ensolarados. Fotografei também, outros pontos, como o Parque do Cocó, e as pessoas que estavam no meu percurso, do bairro Edson Queiroz, até minha chegada à Praça do Ferreira.

No Centro da cidade, comecei a mudar o foco do meu ensaio e captar a minha visão sobre a realidade social e periférica dos moradores locais, pois era inevitável fotografar somente os pontos turísticos e ocultar a existência de problemas socioeconômicos. Vi pessoas conversando, cantando, algumas dependentes de drogas, outras sem moradia, e também aquelas que estavam batalhando para sobreviver.

Acredito que o fotojornalismo traz credibilidade ao fato e informa através de imagens a realidade. Busquei mostrar um pouco do dia a dia das pessoas que moram no Centro da cidade, e trazer visibilidade a elas, que são desmemoriadas socialmente e muitas vezes não percebidas pela população.

Com uma Canon 90D, e com pouca edição de imagens, tentei retratar o que via pessoalmente durante minha visita pela cidade. Apesar da tristeza em ver algumas situações, tive um dia com boas experiências e convívio com as pessoas que passaram por mim em diferentes pontos da cidade. Apesar disso, aprecio a história de Fortaleza e me orgulho em fazer parte de um pedaço desses quase 300 anos.


One thought on “Ensaio fotográfico homenageia os 296 anos de Fortaleza e retrata a realidade periférica

  • 29 de abril de 2022 em 12:24
    Permalink

    Excelentes fotos da nossa cidade!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

css.php