+5 Momentos marcantes da carreira de Dorival Júnior, novo técnico do Ceará

Natural de Araraquara (SP), treinador comandou o Athletico Paranaense em seu último trabalho


Por Daniel Farias

O experiente Dorival Júnior, de 59 anos, é o novo treinador do Ceará para o restante da temporada 2022. Ele chega para assumir a vaga anteriormente ocupada por Tiago Nunes, que deixou o comando técnico do Vovô após eliminações no Campeonato Cearense e na Copa do Nordeste. Com muita bagagem no futebol brasileiro, Dorival já comandou muitas equipes do país e acumula títulos relevantes em seu vasto currículo.

Sem comandar qualquer equipe desde 2020, o treinador paulista chega com a missão de elevar o rendimento do Ceará, que vive um início de temporada turbulento. Davi Sales, torcedor do clube cearense, confia que a chegada de Dorival pode ser positiva para o Alvinegro, sobretudo no aspecto motivacional: “É um técnico que incentiva e dá apoio aos jogadores, através de motivação antes dos jogos e com muita intensidade. Pode ajudar o jogador que não vive boa fase.”

Para Bia Palumbo, jornalista esportiva do portal 90min Brasil, a chegada de Dorival ao Ceará pode ser importante a longo prazo para o clube cearense, principalmente em relação à utilização de jogadores jovens. “Ele é conhecido por revelar jogadores, não ter medo de usar a base, algo que é necessário principalmente em uma competição longa como o Brasileiro.” Bia também destacou a experiência do treinador em competições internacionais, tendo em vista que o Vovô participará da Copa Sul-Americana em 2022.

Campeonato Paranaense 2008: o primeiro título como treinador profissional
Dorival Júnior conquistou seu primeiro título como treinador profissional pelo Coritiba / Foto: Allan Costa Pinto/Arquivo

O dia 4 de maio de 2008 ficará marcado para sempre na memória do técnico Dorival Júnior. Foi nesta data em que ele conquistou o seu primeiro título como treinador profissional, à frente do Coritiba. Dorival conduziu o Coxa a mais um título estadual, disputando a grande final da competição diante do Athletico-PR, seu grande rival. A equipe comandada pelo treinador paulista chegou a perder naquele dia, mas garantiu o título por conta da vantagem construída no jogo de ida.

Série B 2009: acesso e título da Segundona
Dorival teve passagem vitoriosa pelo Vasco / Foto: Alexandre Cassiano / Ag. O Globo

O ano seguinte ao primeiro título também foi marcante para Dorival Júnior. Ele assumiu o Vasco em 2009, após deixar o Coritiba, e teve grande sucesso à frente do Gigante da Colina. O treinador chegou à equipe carioca com a missão de recolocá-la na elite do futebol brasileiro e conseguiu cumprir o objetivo. Garantiu o retorno do Vasco à Série A do Brasileirão e conquistou o título daquela edição da Segundona, como é popularmente conhecida a Série B do Campeonato Brasileiro.

Copa do Brasil 2010: o grande título da carreira
Treinador paulista teve grande sucesso à frente do Santos / Foto: Reprodução/Flickr Santos FC

As campanhas vitoriosas à frente de Coritiba e Vasco levaram Dorival Júnior a assumir o Santos em 2010. Naquela temporada o Peixe contava com um elenco muito qualificado, com nomes como Neymar, Paulo Henrique Ganso e Robinho brilhando no gramado da Vila Belmiro. O “casamento” funcionou muito bem e o treinador conduziu a equipe paulista ao título inédito da Copa do Brasil. Na grande final, o time de Dorival superou o Vitória e ergueu a taça.

A grande campanha serviu como base para a temporada seguinte, que seria ainda mais marcante para o Peixe. Dorival Júnior não comandou o time em 2011, mas teve papel importante na montagem do elenco santista. A jornalista Bia Palumbo destacou a importância do treinador para o sucesso futuro do Alvinegro Praiano. “Campeão da Copa do Brasil em 2010, ajudou a formar o time vencedor da Libertadores no ano seguinte.”

Briga com Neymar: episódio negativo, mas marcante
Neymar e Dorival Júnior tiveram atritos no Santos / Foto: Adriano Vizoni/Folhapress, 3558, ILUSTRADA

Apesar dos inúmeros títulos conquistados ao longo de sua carreira, Dorival Júnior acumula também um episódio negativo que permanece marcado na história recente do futebol brasileiro. Em 2010, mesmo ano em que o treinador comandou o Santos na campanha do título da Copa do Brasil, ele acabou se envolvendo em uma briga com Neymar, que naquele momento tinha apenas 18 anos. A definição de que jogador cobraria um pênalti ocasionou a discussão entre os dois.

A repercussão negativa do caso deixou alguns torcedores do Ceará preocupados, pensando que Dorival Júnior pode não ter uma boa relação com todos os jogadores do elenco alvinegro. Para Davi Sales, isso pode ser sim um risco, principalmente considerando o temperamento de alguns atletas do Vovô. “Existem jogadores do elenco que não se contentam, principalmente quando são substituídos em uma determinada partida”, disse o torcedor do Ceará.

Recopa Sul-Americana 2011: o primeiro título internacional
Dorival foi campeão da Recopa Sul-Americana pelo Internacional / Foto: Agência Freelancer

Após deixar o Santos, Dorival Júnior acertou com o Atlético-MG. Teve uma curta passagem pelo Galo, partindo logo em seguida para o Internacional. À frente do Colorado, o treinador conseguiu conquistar mais um título, desta vez em uma competição internacional. Pela Recopa Sul-Americana 2011, a equipe gaúcha, que havia conquistado a Libertadores em 2010, encarou o Independiente-ARG, campeão da Sul-Americana no mesmo ano. Ao final da competição, melhor para o Internacional, que comandado por Dorival, ficou com a taça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

css.php