+5 Grandes vitórias do Barcelona fora de casa no El Clásico

Após mais um grande resultado, o time culé empilha vitórias icônicas fora de casa, no maior clássico entre clubes do mundo 

Por Guilherme Gonsalves

Quando se fala em rivalidade no futebol mundial, o duelo entre Barcelona x Real Madrid sempre é um dos primeiros que vem à cabeça. Conhecido como El Clásico, a partida tem forte disputa não só dentro de campo, mas também na política, com uma antiga disputa entre Espanha e Catalunha, que perdura até os dias de hoje. O jogo mais recente aconteceu no último domingo, 20, no Santiago Bernabéu em que a equipe comandada por Xavi goleou por 4 x 0. 

“O futebol é um esporte movido pela paixão e um dos aspectos que alimenta isso é a rivalidade. É o fato do torcedor tirar brincadeira com o rival, de sempre querer ser melhor do que o outro, essa é a essência do esporte. O clássico é o grande produto do futebol. Eu vejo com grande charme, são jogos muito diferentes que tem uma dimensão ainda maior”. Assim é definido um clássico pelo jornalista esportivo André Almeida, do Sistema Verdes Mares.

Sobre o que muitos consideram o maior clássico do esporte, André disse que El Clásico é um dos maiores clássicos do futebol mundial, porque são duas equipes que não são apenas as duas maiores da Espanha, mas sim do mundo. “Há torcedores de outros países. É um jogo que sempre chama atenção de muita gente que tá fora da Espanha que acompanha pela grandeza, tradição e pelos jogadores”.

Ronaldinho aplaudido pelo rival (2005)

Em novembro de 2005, era dia da estreia de Lionel Messi no clássico contra os galáticos do Real Madrid, mas os holofotes da noite foram todos para Ronaldinho Gaúcho. O “bruxo”, como é conhecido, deu um verdadeiro show de atuação marcando dois gols na vitória por 3 x 0. Eto’o fez o outro. Apresentação de gala do brasileiro que, após balançar as redes pela segunda vez, foi aplaudido pelos torcedores rivais em todo o estádio.

Mudança de patamar (2009)

Apenas no segundo El Clásico de Pep Guardiola como técnico do Barcelona, em maio, ele já mostrou que iria mudar o patamar da equipe que viria a ser campeão de todas as competições na temporada. O Real Madrid saiu na frente com gol de Híguain que precisava diminuir a vantagem sobre o Barça na liderança, mas o time visitante mostrou sua nova forma de jogar e humilhou o adversário em uma grande atuação coletiva. Destaque principal para  Xavi Hernadez, atual técnico da equipe catalã, que deu quatro assistências na partida. Lionel Messi marcou duas vezes, Henry empatou, Puyol virou e Piqué sacramentou a goleada.

Xavi venceu por quatro gols de diferença como jogador e técnico / Foto: Divulgação

Vitória na Liga dos Campeões (2011)

Se o duelo já vale muito em qualquer partida na Espanha, imagine quando os dois gigantes se encontram na maior competição de clubes do mundo. A semifinal da Liga dos Campeões de 2011 colocou frente a frente os dois adversários no período de rivalidade mais aflorada. Logo no primeiro jogo, em abril, em pleno Santiago Bernabéu, o Barcelona conseguiu vencer por 2 x 0 com dois gols de Messi, o segundo driblando seis jogadores merengues, desde o meio-campo, e parando só dentro das redes. O clube catalão viria a vencer o duelo e ser campeão na final da competição.

https://twitter.com/goal/status/1184750278597328898?t=O-dCGUOSHBXOrwVuVO_QMQ&s=08

500 vezes Messi (2017)

Eliminado da Liga dos Campeões, ausência de Neymar, atrás do rival na tabela, esse era o cenário do Barcelona para o confronto já nas últimas rodadas do campeonato espanhol para enfrentar o Real Madrid fora de casa, em abril. Tudo piorou quando os merengues abriram o placar com gol de Casemiro, mas Lionel Messi deixou um adversário na saudade e deixou tudo igual. Rakitic no segundo tempo virou e perto do fim James colocou o placar em igualdade novamente. Mas já no apagar das luzes, o Barcelona teve um grande contra-ataque terminando com Messi marcando mais um, o gol de número 500 com o clube e exibindo a sua camisa para a torcida rival, momento que ficou não só na história do clássico, mas também do futebol.

Essa partida está entre as melhores dos últimos anos no futebol e mexeu com os torcedores de ambos os times. Para Gêra Lobo, aficionado pelo Real Madrid, essa foi a derrota no clássico que mais doeu: “Eu só baixei a cabeça e fiquei imóvel, frustrado. E parece até que eu senti o gol vindo desde lá de trás”. Já para Bryan Issac define tal momento como: “Sentimento surreal… Era um Barcelona completamente perdido na temporada contra um poderoso Real Madrid… Eles não eram páreos para o melhor jogador do mundo”.

https://twitter.com/LaLigaEN/status/1385534411681173507?t=u_CYp4w8Swv6NllspZ-b3A&s=08

“Nós estamos de volta” (2022) 

De todas as vitórias, por mais elástico que tenha sido o placar, talvez essa última, domingo, 20, seja a mais surpreendente. Pelos momentos que as equipes vivem, era de se esperar ao menos uma partida equilibrada, mas o Barcelona em um processo de reestruturação goleou o rival por 4 x 0 com dois gols de Aubameyang, Araújo e Ferran Torres. O zagueiro Piqué twittou após a vitória mandando o recado: “Nós estamos de volta”.

Barcelona vive grande fase / Foto: Divulgação/FC Barcelona

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

css.php