Jornalismo da Universidade de Fortaleza terá programa de dupla titulação internacional

A partir de 2022, estudantes do curso podem participar do programa de dupla titulação em parceria com o Instituto Politécnico de Bragança, em Portugal

Por Beatriz Bandeira

O curso de Jornalismo da Universidade de Fortaleza anunciou, para 2022, o programa de dupla titulação com o Instituto Politécnico de Bragança (IPB), instituição pública de ensino superior fundada em 1983 e constituída por cinco escolas que tem sede no distrito de Bragança, em Portugal. A proposta é que os estudantes, tanto do IPB quanto da Universidade de Fortaleza, tenham a oportunidade de passar um ano na universidade parceira e receber uma titulação que será reconhecida tanto no Brasil quanto em Portugal.

Os estudantes que passarem pelas disciplinas correspondentes durante o programa, ao término do o curso, receberão o diploma da universidade e do instituto. Com isso, o coordenador do curso de Jornalismo, professor Wagner Borges, ressalta que os alunos terão “a oportunidade de conhecer e vivenciar outros mercados”.

Segundo o coordenador, “é uma visão europeia, diferente da nossa, de se fazer jornalismo, mas, no fim das contas, estamos todos fazendo o mesmo jornalismo, que é essa prestação de serviço voltada para a democracia e para a manutenção da cidadania”. Além de proporcionar um diferencial para o mercado de trabalho, o professor também destaca que a vivência dessas trocas culturais e de conhecimento são enriquecedoras como experiência acadêmica e como experiência de vida.A Universidade de Fortaleza já possui um programa de dupla titulação com o Instituto Politécnico de Bragança, para o curso de Engenharia Civil, e a parceria entre as universidades teve início no primeiro semestre de 2019. A universidade esteve em diálogo com o IPB ainda antes da pandemia para expandir essa proposta aos alunos de jornalismo. “É uma meta nossa também internacionalizar o curso, primeiro pelo potencial, nome e estrutura que a Universidade tem e também porque nossa matriz curricular é diferente, atrativa e tem propostas inovadoras”, explica Borges.

A intermediação foi possível devido ao suporte da Vice-Reitoria de Extensão da Universidade de Fortaleza. Durante o processo, foi necessário analisar legislações, estudar as matrizes curriculares e questões protocolares entre o Ministério da Educação brasileiro e português. 
“Esse tipo de parceria é extremamente importante pelo fato de o aluno poder estar vivenciando uma outra cultura, em uma outra metodologia, em outra instituição. Passar um ano fora da sua zona de conforto te dá a possibilidade de crescer tanto de forma pessoal quanto profissional”, ressalta a coordenadora da Assessoria para Assuntos Internacionais, Lina Sena, da Universidade de Fortaleza.

Foto em destaque: Saúde+


Veja também:

2 thoughts on “Jornalismo da Universidade de Fortaleza terá programa de dupla titulação internacional

  • 20 de dezembro de 2021 em 17:30
    Permalink

    Fenômeno do jornalismo nordestino. Um primor de matéria.

    Resposta
  • 21 de dezembro de 2021 em 10:24
    Permalink

    O que seria do Jornalismo sem Beatriz Bandeira?

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

css.php