Presidente do Ceará fala sobre gestão esportiva no programa Bate Bola Contábil

Robinson de Castro afirmou que gere o clube se preocupando com o equilíbrio financeiro

Por Carlos Enrique e Rafael Barros

Os alunos do curso de Administração da Universidade de Fortaleza foram agraciados com uma palestra virtual de Robinson de Castro, presidente do Ceará Sporting Club e do Conselho Regional de Contabilidade. Durante a explanação na noite desta terça-feira, 26, o mandatário lembrou de seu tempo como docente e debateu temas relacionados à gestão esportiva. O evento foi mediado pela professora Anna Beatriz.

O palestrante é formado em Direito e em Ciências Contábeis pela Universidade de Fortaleza. Antes de se estabelecer no ambiente esportivo, Robinson foi professor da Unifor. “Passei muito tempo na Universidade de Fortaleza como aluno e professor. Me sinto completamente em casa. É um prazer estar participando desse programa, que é o bate papo acadêmico. Tem tudo a ver com futebol técnico”, afirmou o presidente durante a palestra.

À frente do alvinegro de Porangabuçu desde 2015, Robinson de Castro acumula títulos e elogios pela sua administração. Uma das marcas registradas do presidente alvinegro é o cuidado com a saúde financeira do clube. Em 2021, o Ceará registrou o sexto ano consecutivo de superávit.

No debate com a professora Anna Beatriz, o presidente do Ceará Robinson de Castro comentou que se espelhou em grandes empresas para a sua gestão no clube / Foto: Divulgação 

Ao falar sobre o bom desempenho financeiro do Ceará, citou a parceria do clube com a Fundação Dom Cabral como um dos pilares para os resultados positivos de sua administração. Segundo Robinson, a entidade vem ajudando o clube a desenvolver uma melhor relação com os seus funcionários e seus torcedores. “A Fundação Dom Cabral é uma escola de negócios, considerada a melhor da América Latina. Esse trabalho que eles estão fazendo conosco é justamente de organizar todo o plano”, declarou.

Em um momento em que diferentes clubes brasileiros sofrem com más gestões financeiras e futebolísticas, Robinson apontou que busca levar ao Ceará um modelo específico de gestão, se espelhando em grandes empresas. “Os clubes de futebol são administrados de forma amadora na maioria das vezes. Como a minha escola [de formação] vem de uma gestão, entendi que tínhamos que espelhar no clube um modelo de uma grande empresa”, concluiu o mandatário.

Foto em destaque: Wilton Hoots/Ceará SC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

css.php