Opinião: Erros bobos fazem Ceará ficar em alerta para a zona de rebaixamento

Contra São Paulo, Bragantino e Palmeiras, o Vovô cometeu falhas que custaram pontos importantes no campeonato brasileiro

Por Pedro Rocha e Rafael Barros

Ceará perde em casa. Diferente do jogo de domingo, contra o Bragantino, o time não teve tempo para buscar o empate após marcar nos acréscimos. Depois que o atacante Cléber diminuiu o placar para 2 a 1 contra o Palmeiras, o ânimo da torcida renasceu, na esperança de que o cenário do dia 17 se repetisse. Como o conhecido ditado, um raio não cai duas vezes no mesmo lugar. O Ceará está sempre em busca do segundo.

Antes, na época de Guto Ferreira, o panorama era não conseguir criar chances e tentar a vitória no final com um gol chorado (três das cinco vitórias vieram assim). Atualmente, com Tiago Nunes, o time cria bastante, não consegue marcar, toma gols bobos e precisa correr atrás do resultado. Mudou o formato, a busca pelo segundo raio, não.

Parece que o comandante do Ceará finalmente encontrou o seu meio de campo. Lima, Vina e Erick estiveram em uma noite boa. Criaram chances, trocaram passes e colocaram dificuldades aos volantes do Palmeiras, Zé Rafael e Felipe Melo. As constantes trocas e testes com Stiven Mendoza e Rick não faziam sentido e pelo visto pararam de acontecer.

Ceará cria boas oportunidades contra o Palmeiras, mas não consegue aproveitá-las e sai com a derrota / Fotos: Felipe Santos / Ceará sc

A falta de capricho nas finalizações vem sendo recorrente. No jogo contra a equipe de Bragança Paulista, como diante do Verdão, o Vovô teve um péssimo desempenho na qualidade dos arremates. Foram diversas oportunidades desperdiçadas, com chances perdidas debaixo das traves, como a do atacante Lima no duelo do domingo passado.

Erros estão deixando o treinador Tiago Nunes em uma saia justa. Os defensores Luiz Otávio e Messias, que até pouco tempo eram incontestáveis para a torcida, cometeram erros nas últimas partidas e abriram espaço para que o garoto Gabriel Lacerda tenha espaço no time titular. Bastidores indicavam que a dupla de zaga no confronto seria Messias e Lacerda (repetindo a do jogo contra o Bragantino), mas um desconforto muscular deixou o zagueiro mineiro de fora.

A grata surpresa ficou por conta do atacante Erick. O jogador que veio do Náutico, de Recife, fez a sua estreia no time titular no jogo contra o RB Bragantino e teve uma atuação de gala. Com jogadas em velocidades, boas finalizações e muitos dribles, o atleta arrancou aplausos do torcedor. No confronto diante do Palmeiras, Erick esteve novamente no time titular e repetiu a boa atuação do jogo passado. Foi dele a jogada, com participação do meia Jorginho, do gol do Alvinegro no jogo desta quarta-feira.

O Vovô já gastou as suas chances de sorte. É preciso ser conciso e assertivo para conquistar as desejadas vitórias. Nos próximos desafios, dias 24 e 27, o alvinegro terá duas oportunidades para conquistar a primeira vitória como visitante, contra adversários diretos, Juventude e Bahia. Raios não caem no mesmo lugar, mas com o Ceará tudo pode acontecer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

css.php