Detran-CE encerra Semana Nacional de Trânsito com intervenções educativas para reduzir número infrações

Para o diretor do órgão, Ubiratan Teixeira, destacou o desenvolvimento social sobre cuidados básicos e conscientização que condutores e pedestres devem ter na prevenção de acidentes

por Taisy Evangelista —

Ações em todo o Estado do Ceará de práticas educativas, com foco no trânsito mais seguro, para reduzir infrações. Estas foram as principais ações que o Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE) promoveu na Semana Nacional de Trânsito, comemoração anual promovida pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), que teve início no dia 18 e se encerram neste sábado, 25, com passeio ciclístico em Fortaleza.

Com o tema “No trânsito, sua responsabilidade salva vidas”, a semana deste ano promoveu eventos e ações com objetivo promover a conscientização da população diante dos sinistros de trânsito e a responsabilidade social do ato que é dirigir. Em todo território estadual, os órgãos responsáveis, como o Detran-CE, promoveram atividades, focando na mudança de comportamentos, com a finalidade de reduzir o número de acidentes e aumentar a segurança da população.

Ubiratan Teixeira destacou as ações educativas do Detran-CE durante a semana / Foto: O Otimista

O diretor de Educação de Trânsito do Detran Ceará, Ubiratan Teixeira, afirma que a Semana Nacional é um momento importante para conscientizar a sociedade, embora que a população não seja tão receptiva com a correção de infrações. “O condutor tem de conhecer e se submeter às leis, que ele aceitou ao tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH)”. Durante toda a semana, foram realizadas blitz educativas para a disseminação de métodos educativos com o intuito de conscientizar os motoristas e contaram com entrega de materiais didáticos, além de ações educativas nos terminais da cidade.

Além dos eventos da Semana Nacional do Trânsito e as iniciativas do Maio Amarelo, o Detran, em ação conjunta com o Governo do Estado, já construiu três escolas de trânsito, com o objetivo de aproximação com ensino tradicional, promovendo ações educativas para a participação de crianças e adolescentes. O objetivo é que, desde a infância, já cresçam conscientes das atitudes que devem tomar ao tirar a CNH. “É um modelo único. Só o Ceará tem esse número de escolas e já estão previstas construções de mais seis escolas”, destacou Teixeira.

Pedro Gonçalves, 23, e motorista há dois anos, dirige muitas horas todos os dias, e acaba lidando com situações cotidianas que refletem a educação dos condutores de Fortaleza. Para ele, o comportamento dos motoristas é equilibrado, principalmente levando em conta as condições das vias que impossibilitam um tráfego saudável pela cidade. “Há muitas ruas estreitas para a quantidade de carros que transitam nelas”, comenta. Ele cita, como exemplo, a Rua Padre Valdevino, na Aldeota. “São duas faixas, e uma é só para ônibus. É uma via movimentada, com trânsito intenso diariamente”, aponta.

Pedro Gonçalves, motorista de aplicativo há dois anos, diz que as rus são estreitas para a quantidade de carros em Fortaleza / Foto: Arquivo pessoal

A sugestão de Gonçalves para melhorar o tráfego na capital seria que os órgãos responsáveis procurassem entender mais o condutor e que as estruturas das vias atendessem as demandas do trânsito. “Em vez de alargar uma pista, elas estão ficando mais estreitas”, conclui.

Os serviços da Semana Nacional de Trânsito foram divididos entre ações educativas. Contaram com ações educativas em diferentes locais de Fortaleza, exposições sobre trânsito em shoppings, inauguração da nona estação do Mini-bicicletar e a inauguração do Projeto Rota Acessível para pessoas com deficiência entre o Mercado dos Peixes e o Dragão do Mar.

Com objetivo de alertar condutores e pedestres, o NEWSLINK selecionou, com informações do Detran-CE, as principais infrações cometidas pelos condutores no trânsito:

Pilotar sem capacete
Segundo dados divulgados pelo Detran, pilotar sem capacete é uma das infrações mais cometidas pela população. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), no artigo 244, a falta de adesão do capacete pode configurar infração gravíssima, passível de multa, com o valor de R$293,47 e sete pontos na Carteira Nacional de Trânsito (CNH).

Dirigir usando o celular
O uso do aparelho celular enquanto dirige é proibido pelo CTB. Embora não chegue a ser considerado crime de trânsito, é infração gravíssima, com multa no valor de R$ 293,47 e aplicação de sete pontos na CNH.

Avanço do sinal vermelho
Essa atitude é recorrente no trânsito cearense. De acordo com o CTB, é considerado infração gravíssima e com multa no valor de R$ 293,47 e aplicação de sete pontos na CNH.

Dirigir sem CNH
A multa para quem dirigir sem carteira é equivalente ao valor da multa gravíssima (R$ 293,47), multiplicada por três, com valor total de R$ 880,41.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php