Atletas foram vacinados para disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio



                                                                                                                                                                     Por Lívia Marques

A olimpíada sediada no Japão será disputada agora entre os dias 23 de julho a 8 de agosto. Os Jogos Olímpicos de Tóquio, que deveriam ter acontecido no ano passado, foram adiados em decorrência da pandemia causada pela Covid-19. 

Competir em uma Olimpíada é o sonho de qualquer atleta que dedica todos os dias de sua vida treinando incansavelmente. Mas antes de chegar no Japão, os atletas precisavam se preocupar com um outro assunto: a vacinação. Por conta da pandemia, todos os atletas classificados, antes de viajar, precisaram receber a aplicação das duas doses da vacina contra a Covid-19.

A vacinação dos atletas brasileiros iniciou no dia 14 de maio em diferentes estados do país. Aqui no Ceará, no dia 17 de maio, 26 atletas e membros da comissão técnica que compõem a delegação brasileira que vai representar o Brasil nos Jogos Olímpicos compareceram ao Centro de Eventos para receber a primeira dose do imunizante da Pfizer. E no dia 9 de junho, os mesmos membros receberam a aplicação da segunda dose.

De acordo com a prefeitura de Fortaleza, os imunobiológicos utilizados na vacinação dos atletas foram doados diretamente pela Pfizer, como doses extras para não interferir no plano de vacinação do município. Toda a logística de vacinação foi organizada pelo Exército Brasileiro em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde.

Representando o estado do Ceará, as atletas da dupla de vôlei de praia Ana Patrícia e Rebecca, que já estão garantidas nas olimpíadas,  compareceram ao Centro de Eventos ao lado do técnico Reis Castro. “A vacina é imprescindível para a gente poder viajar. Esse período de pandemia, a gente se isolou de todo mundo para continuar com os treinos focando nas olimpíadas”, afirma o treinador.

Além da comitiva cearense, atletas de outros estados, como Pernambuco e Rio Grande do Norte, também vieram receber as doses da vacina em Fortaleza. O atleta paraolímpico de remo, Erik Matheus, ainda disputava por uma vaga na modalidade quando recebeu a primeira dose. Ao retornar para a aplicação da segunda dose, o atleta já estava garantido na disputa dos jogos olímpicos. “Eu estou muito ansioso para as olimpíadas, nem durmo direito. Os meus companheiros de barco até brincam comigo por isso. Agora que estou vacinado, fico mais tranquilo porque assim vou poder viajar com segurança”, relata o atleta.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio que deveriam ter acontecido no ano passado foram adiados em decorrência da pandemia causada pela Covid-19. A olimpíada sediada no Japão será disputada entre os dias 23 de julho e 8 de agosto.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php