5+ Animes mais longos da história

por Raquel Sant’Ana

Popularizados no Brasil a partir dos anos 1980, os animes já fazem parte do entretenimento de diversos jovens e adultos brasileiros. Quem não está acostumado com o formato pode se surpreender com o tamanho das obras mais populares, que exigem grande comprometimento por parte dos fãs. 

Naruto, por exemplo, contabiliza 700 episódios – cada um com duração de 24 minutos – desde seu lançamento em 2002. One Piece, outro gigante dos animes, já ultrapassou a marca de 900 episódios, com mais capítulos a serem lançados no futuro.

Empecilho para alguns, para outros a extensa duração das obras é uma forma divertida de passar o tempo livre, ainda mais durante o distanciamento social. Quem  está à procura de distração – ou de um desafio -, talvez esses animes possam ajudar, embora seja um verdadeiro desafio  assistir até o final. 


5º – Chibi Maruko-chan

O anime Chibi Maruko-chan é inspirado na infância da mangaká Momoko Sakura (imagem: SP/NA via Anime News Network)

Chibi Maruko-chan acompanha o dia-a-dia de Momoko Sakura – apelidada de Maruko -, uma garota de 9 anos. Na série, Maruko e seus amigos estão constantemente procurando soluções para os problemas que a menina se mete. Ambientado nos anos 1970, o estilo calmo e nostálgico do anime atrai a atenção de pessoas de todas as idades. 

O anime é, na verdade, a segunda adaptação para a televisão da série de mangás Chibi Maruko-chan, uma semi-autobiografia da mangaka Momoko Sakura, lançada em 1986. Sakura não apenas emprestou seu nome à série, como também se inspirou na sua própria família e memórias da infância para escrevê-la.

A primeira adaptação ficou no ar entre 1990 e 1992, e em 1995 foi lançada a versão atual. Em 2018, Sakura faleceu por câncer de mama, mas suas histórias continuam até hoje, somando mais de 20 anos de televisão. 

Data de lançamento: 8 de janeiro de 1995

Total de episódios: 1276

Minutos por episódio: 24 minutos

Total de dias no ar: 21,27 


4º – Doraemon (2005)

O gato Doraemon é popular em diversos países, inclusive no Brasil (imagem: TV Asahi)

Doraemon é o nome do protagonista deste anime, um gato robô enviado do futuro para guiar o desastrado – e um pouco estúpido – Nobita Nori pelo caminho certo. Também acompanham a dupla Shizuka, melhor amiga de Nobito, Takeshi, Suneo e Hidetoshi. Através do seu bolso mágico, Doraemon tira diversas engenhocas futuristas, capazes de transformar as fantasias das crianças em realidade. A série traz lições sobre honestidade, respeito e perseverança, além de discutir diversas questões ambientais, como a poluição e o desflorestamento de recursos naturais. 

A primeira aparição de Doraemon foi na série de mangás criada pela dupla Hiroshi Fujimoto e Motoo Abiko, totalizando 45 volumes publicados entre 1969 e 1996. O anime atual é a terceira adaptação televisiva e veio ao ar no Japão em 2005, com produção ainda em andamento. 

A versão de 2005 foi lançada em mais de 50 países, inclusive no Brasil, alcançando grande sucesso em países como Espanha e Portugal. Por causa de sua popularidade internacional, em 2008 Doraemon foi apontado pelo Ministério de Relações Exteriores do Japão como o primeiro “embaixador do anime” do país. O gato robótico até fez uma aparição durante as cerimônias de encerramento das Olimpíadas de 2016, ajudando o então primeiro-ministro japonês Shinzo Abe a chegar à cidade do Rio de Janeiro.  

Data de lançamento: 15 de abril de 2005

Total de episódios: 1124

Minutos por episódio: entre 12 e 45 minutos

Total de dias no ar: 22,25 


3º – Manga Nihon Mukashi Banashi

Cada episódio de Manga Nihon Mukashi Banashi é desenvolvido por uma equipe diferente (imagem: Nihon Mukashi Banashi)

Esta série para televisão é uma adaptação animada de histórias tradicionais do folclore japonês e se destaca de outros animes pelo seu formato inusitado: cada episódio é desenvolvido e animado por uma equipe diferente. 

O criador por trás da ideia é Sugii Gisaburo, também conhecido por outros trabalhos igualmente inusitados como A Tragédia de Belladona (1973) e Trem Noturno para as Estrelas (1985). Seus projetos se distanciam das regras estilísticas e narrativas impostas pelo mercado de animação e modelos industriais. 

Como resultado, cada episódio de Manga Nihon Mukashi Banashi se diferencia do seu antecessor, atraindo a atenção do público pelo seus visuais estimulantes e criativos. Outras produções tentaram seguir sua ideia de rotatividade criativa, mas nenhuma alcançou tanta popularidade. A série ficou em produção por exatos 20 anos, entre janeiro de 1975 e janeiro de 1995, mas seus episódios são reprisados até hoje na TV japonesa.

Data de lançamento: 7 de janeiro de 1975

Data de conclusão: 2 de janeiro de 1995

Total de episódios: 1494

Minutos por episódio: 24 minutos

Total de dias no ar: 24,90


2º – Soreike! Anpanman

Anpan é um doce japonês feito com pão recheado com pasta de feijão (imagem: Soreike! Anpanman)

O anime Soreike! Anpanman é uma adaptação para a televisão da série de livros infantis escritos por Takashi Yanase, lançados entre 1973 e 2013,  ano da morte do autor. O programa acompanha as aventuras de um super-herói inusitado: ele tem um pão no lugar da cabeça. Uma noite, enquanto o padeiro Tio Jam trabalhava, uma estrela cadente caiu dentro de um de seus anpans (um tipo de pão doce japonês recheado de pasta de feijão vermelho), criando Anpanman. 

A série de TV se tornou um dos programas infantis mais populares do Japão. Em 2002, Anpanman superou até a famosa gata Hello Kitty e se tornou o personagem mais rentável do Japão, aparecendo em diversos tipos de produtos infantis. Com mais de 30 anos nas televisões, o super-herói inspirou diversas outras produções culturais, como a série de anime e mangás One-Punch Man e a música “Anpanam”, do grupo sul-coreano BTS.

Data de lançamento: 3 de outubro de 1988

Total de episódios: 1525

Minutos por episódio: 24 minutos

Total de dias no ar: 25,42


1º – Sazae-san

Sazae-san possui o recorde mundial de série animada mais longa para TV (imagem: Sazae-san via Anime United)

Mesmo desconhecido para muitos ocidentais, Sazae-san é um dos animes mais conhecidos do Japão, independente de gênero ou idade. Situada em uma era anterior aos celulares portáteis e internet, a história acompanha o dia-a-dia da jovem Sazae, uma mãe e dona de casa de 24 anos, e sua tradicional família japonesa. 

Assim como Chibi Maruko-chan, Sazae-san tem arte e tramas simples e nostálgicas, tratando de temas cotidianos e relacionados às normas da cultura japonesa. Exibido todo domingo, cada episódio possui três histórias e ao final Sazae joga pedra-papel-e-tesoura com os telespectadores. O anime mantém o recorde mundial de mais longa animação para TV e em meio século de exibição foi interrompido apenas uma vez, em julho de 2020, por causa da pandemia de covid-19. 

Pela longevidade do programa, as temáticas antiquadas de Sazae-san não são de se espantar, mas quando o mangá que originou a série de TV foi lançado nos anos 1940, seus temas feministas e inovadores chamaram a atenção do público. Criada pela mangaká Machiko Hasegawa, uma das poucas mangakás femininas da época, Sazae era uma jovem rebelde e atrapalhada que não se encaixava nas expectativas de gênero da época. 

Mesmo focado no humor da vida cotidiana, temas sobre igualdade de gênero são recorrentes na obra de Hasegawa por causa das grandes mudanças políticas e sociais que aconteciam no Japão na época. Com histórias publicadas todos os dias nos jornais, Sazae e sua família são registros históricos das transformações que ocorreram no país com o passar dos anos. Nos anos 1960, por exemplo, Sazae começa a participar de reuniões do movimento de liberação feminina, mesmo período em que a mobilização ganhou popularidade no Japão.

Data de lançamento: 5 de outubro de 1969

Total de episódios: mais de 7.000

Minutos por episódio: 7 minutos

Total de dias no ar: mais de 37,44

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php