Aumento de casos da covid-19 gera apreensão

por Letícia Borges e Laura Gomes 

A imprensa vem noticiando nos últimos dias que o mundo está entrando em uma “segunda onda” da pandemia de coronavírus. O termo “segunda onda” é usado quando novos surtos ocorrem após um declínio inicial na taxa de contaminados pelo vírus. Existem especialistas que afirmam tratar-se apenas de um repique. Seja como for, o número de pacientes internados no Brasil vem crescendo constantemente. Segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), no começo deste mês já ultrapassa os 175 mil contaminados em todo o país, de acordo com o site UOL  nesta segunda (7).

Dra. Ana Paula Fernandes, especialista em psicologia clínica e neurofeedback.
(Foto: Arquivo Pessoal/ Ana Paula Araújo)

O Brasil está vivendo, assim como os Estados Unidos e a Europa, um novo aumento dos contágios, baseado na evolução da taxa de PCR quantitativo em tempo real (RT-qPCR) do coronavírus no país, que indica que a pandemia voltou a crescer por aqui. Essa taxa é calculada com base no aumento de novos casos e permite saber quantas pessoas são contaminadas por alguém que já está infectado. O Brasil atinge média móvel de 588 mortes por dia, segundo o jornal do Estadão, sendo a mais elevada em quase dois meses.

No contexto da pandemia, a saúde mental de crianças, adultos e idosos pode ser afetada pelos efeitos da quarentena. Por conta da falta de rotina e de convívio social, a vulnerabilidade psicológica se tornou um ponto preocupante para médicos e especialistas da área. Ana Paula Fernandes, especialista em psicologia clínica e comportamental, fala sobre as consequências do isolamento social e da saúde mental da sociedade. Assista ao que ela diz sobre esse momento que a sociedade está vivendo.

Vídeo feito pela Psicóloga Ana Paula sobre os impactos da pandemia na saúde mental das pessoas.

A equipe de reportagem do NewsLink foi às ruas para conversar com a população e saber como está reagindo à possível segunda onda do novo coronavírus. 

“Eu me sinto muito triste porque em meio ao lockdown e medidas de segurança, a gente ainda tenha uma segunda onda desse vírus. Eu acho que isso deveria ter tido mais investimento e planejamento”.

(Rafael Felipe, 22 anos, Auxiliar Administrativo)

“Não é uma segunda onda porque nós não terminamos a primeira. É uma reincidência do vírus. O pessoal relaxou demais. Estão todos em restaurantes. Por isso, temos que dobrar os cuidados. Eu mesma passei quatro meses sem sair de casa, nem pra supermercado eu saia. Então tem que ter cuidado porque no auge da pandemia lá em Portugal eram 400 casos por dia e, atualmente, são mais de 6.000 casos por dia. Está crítico e aqui pode chegar a isso”.

(Esther de Albuquerque, 61 anos, professora aposentada)

“Me sinto preocupada e frustrada porque a gente quer passear, quer viajar, aproveitar e não está podendo. Mas, em vista dessa segunda onda, estou me cuidando de tudo, aqueles cuidados essenciais. Lavar as mãos, botar roupa pra lavar, usar máscara. Mas é muito chato isso, a gente fica muito chateado”.

(Anita Holanda, 74 anos, Aposentada)

“Bom, eu me sinto muito apreensiva. Eu trabalho em uma farmácia e todo dia a gente recebe casos, pessoas positivando para o vírus. Peço a Deus todo dia que chegue logo a vacina. Eu acho que é a única maneira de pelo menos amenizar logo tudo isso. Infelizmente, só temos que enfrentar tudo e se prevenir”.

(Liliane Dias, 34 anos, Balconista em farmácia) 

“Estou confiante e esperançoso na saída da vacina. Já tive notícias que ela está sendo aplicada e vai começar na Europa. Tomara que dê tempo de chegar aqui”.

(Matheus Cintra, 42 anos, advogado)

Nesse contexto, fica evidente que a possível segunda onda da pandemia de coronavírus têm influenciado e gerado muita repercussão entre a sociedade, impactando a saúde pública e, principalmente, a saúde mental de cada indivíduo. 

Gostou da matéria? Comente aqui embaixo e fale também qual a sua opinião sobre a possível onda que está por vir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php