Drama sul-coreano traz reflexões sobre saúde mental

por Taisy Evangelista

Tudo Bem Não Ser Normal (It’s Okay To Be Not Okay, título em inglês) é um drama sul coreano dirigido por Shin-woo Park e exibida pela emissora TVN. No Brasil, a produção foi  lançada pela plataforma de streaming Netflix em março deste ano e encerrada em agosto, com uma temporada de 16 episódios. 

A trama gira em torno do romance conflitante entre Mun-yeong e Gang-tae. As adversidades em suas personalidades, resultado de traumas de infância, fazem com que os dois desenvolvam uma relação amorosa. Além disso, surge o suspense sobre os mistérios familiares. 

Embora os doramas (termo para novelas sul-coreanas) sejam conhecidos por produzirem temas genéricos, a proposta pelo drama é diferente: ele busca retratar sobre saúde mental e as relações interpessoais. Todos os protagonistas possuem alguma deficiência nas suas relações proveniente de problemas de infância e o drama busca causar reflexões sobre isso. Como a própria protagonista, que tem transtorno de personalidade, além de retratar temas como autismo.

Um artifício interessante usado pela produção é utilizar as histórias dos livros infantis da protagonista, Moon-yeong, para a introdução desses assuntos. Inclusive, todo o seriado traz a temática de contos de fadas.

Seo Ye-ji ganhou o prêmio de Atriz do Ano no 18th Brand Of The Year Awards pela sua atuação no drama. (Foto: Netflix)

Ko Moon-yeong (Seo Ye-ji) é uma famosa autora de livros infantis que, apesar de trabalhar escrevendo contos de fada, possui uma personalidade rude, arrogante e comportamento extremamente tóxico. Depois de um escândalo ocorrido no lançamento de seu livro, quando ela agride o pai de uma das crianças na fila do evento, ela decide desaparecer publicamente e passar um tempo em sua antiga casa em Seojin, onde possui muitos mistérios familiares.

Moon Gang-tae, o responsável irmão mais novo, é interpretado por Kim Soo-hyun. (foto: Netflix)

Moon Gang-tae (Kim Soo-hyun) é um cuidador em hospitais psiquiátricos que acabou se responsabilizando precocemente pelo seu irmão mais velho autista, Moon Sang-tae, depois da morte de sua mãe. Devido à aversão de Sang-tae à borboletas, ele e seu irmão acabam se mudando constantemente de lugar, impedindo que ambos criem raízes. Nessa nova mudança, eles decidem retornar a sua cidade natal, Seojin, onde há uma nova vaga de emprego para Gang-tae no Hospital Psiquiátrico OK.

O ator Oh Jung-se se destaca pela sua interpretação de Moon Sang-tae, um artista nascido com Transtorno do Espectro Autista. (foto: Netflix)

Moon Sang-tae (Oh Jung-se) é autista,  irmão mais velho de Gang-tae e fã da escritora Mun-yeong. Além disso, ele possui talento para o desenho. Por causa do Transtorno do Espectro Autista, ele apresenta alguns comportamentos característicos, como o hiperfoco, comportamentos repetitivos e restritos, crises que resultam em autoagressão, entre outros. Na trama, Sang-tae desenvolve uma aversão à borboletas, mistério que, ao retornar a sua cidade natal, acaba sendo aos poucos descoberto pelo diretor do Hospital Psiquiátrico OK.

Ficha Técnica:

Tudo Bem Não Ser Normal 

Ano: 2020

Direção: Shin-woo Park 

Duração: 1.212 minutos

Gênero: Drama romântico, comédia, suspense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php