Emily em Paris agrada no Brasil, mas decepciona crítica francesa

Por Gabriela Paiva

Emily em Paris é uma série criada por Darren Star e foi lançada em  2 de outubro na Netflix. A comédia dramática é protagonizada pela atriz Lily Collins, como a personagem titular Emily Cooper, uma jovem norte-americana que é transferida de Chicago para Paris com o objetivo de trabalhar em uma empresa de marketing. Apesar da grande oportunidade, Emily não fala francês e vivencia diversas dificuldades de comunicação e adaptação aos costumes parisienses.

Repleta de cenários deslumbrantes, a produção possui fotografias e figurinos fashionistas que chamam a atenção do público. Além disso, a série reserva um espaço para as redes sociais, visto que, a personagem principal desenvolve um trabalho voltado para o Instagram. Dessa forma, a trama não evidencia as vulnerabilidades físicas e emocionais dos integrantes, eles estão sempre produzidos e prontos para uma selfie, ou seja, eles vivem a “vida perfeita” postada nas redes sociais. 

Sucesso no Brasil, a série recebeu duras críticas da impressa francesa (imagem: via Netflix)

No Brasil, a produção alcançou o primeiro lugar entre os mais vistos da plataforma, mas na França a recepção não foi calorosa. Segundo a imprensa francesa, na representação da cidade e dos cidadãos parisienses, a série é repleta de estereótipos. A revista Première aponta que a série é carregada de clichês fora da realidade. “Aprendemos que os franceses são ‘todos maus’ (sim, sim), que são preguiçosos e nunca chegam ao escritório antes do final da manhã, que são paqueradores incorrigíveis, que não estão realmente apegados ao conceito de lealdade, que são sexistas e retrógrados e, claro, que têm uma relação duvidosa com o chuveiro. Sim, nenhum clichê é poupado, nem mesmo os mais fracos”, diz a crítica da revista.

O site Sens Critique também dissertou sobre a série da Netflix. “Os roteiristas devem ter cogitado por dois ou três minutos enfiar uma baguete debaixo [do braço] de cada francês, ou mesmo uma boina para distingui-los claramente, por outro lado, todos fumam cigarros e paqueram até a morte”, ironizou uma publicação do portal. Além disso, a rádio RTL, lamentou sobre a reprodução de estereótipos oriundos de mais uma produção de Hollywood que se apoia em equívocos sobre Paris. “Raramente tínhamos visto tantos clichês sobre a capital francesa desde os episódios parisienses de ‘Gossip Girl’ [série americana de 2007] ou do final de ‘O Diabo Veste Prada [filme de 2006]’, relatou.

No entanto, apesar da reação da imprensa francesa, a produção garantiu lugar no Top 10 do streaming em vários países e nas redes sociais os internautas estão ansiosos para a segunda temporada. Em uma recente entrevista à “Oprah Magazine”, o produtor Darren Star revelou que tem planos futuros para Emily Cooper. “Ela fará parte da estrutura do mundo em que está vivendo. Ela será mais uma residente da cidade.” 

 

Ficha Técnica:

Título original: Emily in Paris

Direção: Andrew Fleming 

Lançamento: 1ª temporada (2020)

País: Estados Unidos

Gênero: Comédia, Drama, Romance.

Classificação: 14 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php