O caminho da roça neste ano é em casa mesmo

Por Eduarda Pessoa

 

A pandemia do novo coronavírus e as medidas governamentais e sanitárias de isolamento social impossibilitaram a realização dos festejos de São João no Brasil em 2020. A celebração é uma tradição católica muito popular, sobretudo no Nordeste, onde é considerada patrimônio cultural imaterial. Apesar do cancelamento da festa, muitos manifestam a necessidade de fazê-la diretamente de suas casas. Desse modo, vemos surgir, neste ano, formas inéditas de celebrar a data.

Resgatando aspectos típicos da festa como a culinária, a estética e a sonoridade, os apreciadores dos festejos juninos buscam formas de suplantar a suspensão da celebração presencial. Assim, a memória do São João é evidenciada nas lives dos artistas e nas ofertas de cardápio dos restaurantes. Essas iniciativas contribuem para marcar a festividade em meio à pandemia.

Nessa perspectiva, a plataforma de streaming Sua Música está produzindo um arraiá “100% digital”. O festival “São João de Todos” teve início no dia 4 de junho e vai até o dia 30 do mês. Com apresentações de quinta a domingo, o projeto promove lives de artistas nordestinos com a temática das festas juninas no cenário e nas músicas. A transmissão é feita pelo You Tube, no canal oficial do Sua Música e em canais de parceiros. 

Captura de Tela do instagram da quadrilha Junina Babaçu em que mostra seus bailarinos no espaço onde está sendo gravado o “São João de Todos”. Foto: Divulgação/Eduarda Pessoa

A tentativa de manutenção da festa de forma remota também veio por parte da prefeitura do município de Iguatu (CE) que, em parceria com a União Junina do Ceará, organizou o primeiro festival de quadrilha on-line. O projeto visa a reexibição virtual das apresentações de grupos de quadrilhas juninas realizadas nos anos de 2017 a 2019 e, mediante os espetáculos dos respectivos anos, definir um campeão em 2020. “Tivemos que ser criativos e reinventar novas formas para que tenhamos festa junina em 2020. E isso está sendo feito, estamos tendo São João, mas de forma diferente”, ressaltou o presidente da União Junina do Ceará, Sérgio Sousa.

Desse modo, o São João no ano de 2020 também destaca a importância da tradição para parte dos brasileiros que cultivam a necessidade de celebrar a data mesmo diante da pandemia. Atento a essa realidade, o restaurante Bom Gosto Conceito, de Fortaleza, oferece aos seus clientes o combo “São João em Casa”, com comidas típicas da festa. Cocada, pé de moleque, munguzá e canjica são alguns dos ingredientes presentes no kit que alude aos festejos juninos com um de seus aspectos mais marcantes, a culinária. 

Captura de Tela do instagram do Bom Gosto Conceito em que mostra as ofertas de comidas juninas. Foto: Divulgação/Eduarda Pessoa

Efeitos do cancelamento

Apesar dos esforços das instituições e órgãos de cultura para manutenção do evento de forma on-line, a suspensão da festa presencial causou um impacto econômico e cultural negativo. Em matéria publicada pelo portal de notícias BBC News Brasil sobre os efeitos do cancelamento do tradicional São João de Caruaru (PE), foram apontados números que demonstram a movimentação financeira em torno da realização. Segundo a publicação, o evento de Caruaru gera “20 mil empregos e movimenta cerca de R$ 200 milhões na economia local”, sendo o seu cancelamento duramente percebido. 

O presidente da União Junina do Ceará, Sérgio Sousa, também alerta para o prejuízo causado pela suspensão da celebração no estado. Segundo ele, cerca de 20 mil profissionais dependem da renda obtida no período das festas juninas, além do dano de investimentos antecipados dos grupos de quadrilha que contavam com a realização do evento este ano. “Vários grupos já tinham feito gastos na preparação e, inclusive, estão passando por dificuldades. Muitos profissionais que compõem a cadeia produtiva do movimento junino dependem [financeiramente da produção] do São João”, destacou.

Abaixo está um trecho da live que foi ao ar na página de facebook da Federação de Quadrilhas Juninas do Ceará (Fequajuce), no dia 19 de março. No vídeo, o vereador de Fortaleza, Marcio Martins, se posiciona sobre o cancelamento do Ciclo Ceará Junino neste ano de 2020.

A Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult), que lança anualmente o Edital Ceará Junino com intuito de fomentar as políticas de patrimônio imaterial do Estado, anunciou no dia 20 de abril o cancelamento do edital deste ano. Os setores que seriam contemplados com o suporte financeiro, grupos de quadrilha junina e festivais regionais de quadrilha junina, receberam a notícia com temor. “Vários grupos dependiam desse edital porque já fizeram gastos antecipados e agora estão com débitos. O edital é regulamentado por uma lei estadual e vamos sempre lutar para mantê-lo”, afirmou Sérgio.

Confira o comunicado oficial da Secult sobre o Ciclo Ceará Junino 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php