5+ livros para ler na quarentena

Por Pedro Henrique Menezes

 

Neste tempo de quarentena, é importante para o relaxamento e organização mental a leitura e compreensão de livros, de vários estilos, como forma também de lazer enquanto as pessoas ficam confinadas em suas casas. 

Sabendo disso, o 5+ desta semana vai elencar cinco livros e suas respectivas resenhas, para que essa época de isolamento social seja, também, um momento de reflexão da própria realidade e do aprendizado de novos assuntos relacionado a história, filosofia e psicologia. 

 

Os presidentes: a história dos que mandaram e desmandaram no Brasil, de Deodoro a Bolsonaro

Lançado em 2019, pelo jornalista Rodrigo Vizeu, o livro é uma adaptação do podcast da Folha de São Paulo, apresentado pelo autor, chamado “O presidente da semana”, produzido em 2018, que conta a história de todos os presidentes do país até a eleição de Jair Bolsonaro. 

A obra é um conjunto de documentações históricas, muito bem pesquisado pelo autor, que remonta o começo da república com o primeiro presidente do país, passando por todos os nomes dos ex-presidentes até o momento atual. O enredo do livro é uma ótima oportunidade para historiadores e amantes da história do Brasil conhecer informações, curiosidades e um acervo documental rico. 

O ponto principal é, sem dúvida, o conhecimento histórico que a obra aprofunda e relata durante as suas 336 páginas. 

 

Sapiens: uma breve história da humanidade

O ponto forte desta obra, escrita por Yuval Harari, em 2014, é a forma como o autor trata a história da humanidade, desde o surgimento do homo sapiens como espécie. A partir disso, o livro nos leva a uma viagem para o tempo pré-histórico, para entender e fazer com que o leitor tenha conhecimento do surgimento da humanidade, em relação a três revoluções no decorrer do tempo. 

 

Homo deus: uma breve história do amanhã

Este livro também escrito por Yuval Harari, mas lançado em 2016, após Sapiens, é uma obra de profundo conhecimento científico e filosófico, pois aborda experiências humanas individuais, somado às questões éticas. A riqueza do enredo é o que chama a atenção do leitor, já que mostra uma imagem do futuro, organizado por ideias filosóficas, como a experiência humana, o individualismo, emoções e consciência. 

 

Escravidão 

O livro escrito por Laurentino Gomes e lançado em 2019, é um passeio por toda construção da escravidão até a morte do líder Zumbi dos Palmares. Ele prende a atenção do leitor em vários aspectos, pois conta com detalhes a história da escravidão em Portugal e depois no Brasil, com um detalhado estudo sobre o assunto feito pelo autor. 

É o primeiro de uma série de três livros. Os dois serão lançados em 2021 e 2022, respectivamente, que falarão sobre a relação da escravidão e o ouro no Brasil e os movimentos abolicionistas. 

 

As portas da percepção 

Lançado em 1954, Aldous Huxley conta nesta obra as suas experiências alucinatórias quando tomou mescalina e, nesse contexto, é o que faz com que a história prenda a atenção do leitor, pois o autor conta fatos sobre o cérebro humano após ingerir a droga, relatando aspectos filosóficos e existenciais da sua relação com esse e outros entorpecentes. 

Esses relatos fazem com que o leitor esteja em sincronia com a obra, como se estivesse também sob o efeito da droga. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php