Série britânica mistura história e ficção

Por Pedro Henrique Menezes 

 

Fãs das séries Game of Thrones e Vikings certamente vão gostar da claquete desta semana, já que as duas obras estão ambientadas em um contexto histórico com batalhas, disputas de reinos e um cenário que retoma a ideia dos primeiros séculos da humanidade. O Último Reino (2015, Netflix) transita  entre as duas obras, com uma aproximação muito maior da segunda do que da primeira, respectivamente, já que também se situa na época dos povos vikings. 

Ambientada no ano de 872, quando muitos dos reinados que hoje fazem parte da Inglaterra caíram nas mãos dos vikings. Porém, o reinado de Wessex, no século IX, ficou sob o comando de Alfred, o Grande, que manteve o reino em pé, apesar das inúmeras batalhas que enfrentou contra os nórdicos. A história segue os passos  do jovem Uhtred, um nobre que perdeu os pais em um dos ataques vikings. Levado e criado pelos povos invasores, ele cresce e se torna um guerreiro. Mais tarde, parte com a missão de conquistar as terras onde nasceu.

Entre o real e o fictício

Poster de “O Último Reinado”. Foto: Divulgação

A série “O Último Reino” (em tradução livre do inglês The Last Kingdom) por ser uma obra que retrata uma época da história inglesa, traz, durante todo o seu enredo,  personagens históricos reais e também personagens de ficção. O narrador e personagem principal da história, Uthred, que aos nove anos se tornou escravo dos guerreiros do norte, além de Ragnar, o viking que derrotou o pai de Uthred em uma batalha, são personagens fictícios. 

Em contrapartida, Alfred e sua família são personagens históricos, assim como os demais reis saxões que caíram perante os dinamarqueses. Gutrum também é um personagem real, que depois de convertido ao cristianismo, se tornou o rei Aethelstan, de Ânglia. 

Assim como os personagens, existem fatos históricos no enredo da série, como a queda dos três primeiros reinos saxões e as primeiras tentativas frustradas da invasão Wessex, como a batalha de Reading e a invasão de Exeter, ambas no século IX. 

Adaptação 

“O Último Reino” é baseada em uma série literária chamada “Crônicas Saxônicas”, lançada em 2004, do autor Bernard Cornwell, título do primeiro livro da sequência. Até agora são 12 livros (o 13º estava previsto para este ano mas foi adiado por conta da pandemia do novo coronavírus) que retratam a ordem cronológicas dos fatos e das batalhas históricas dos reinos que formaram o Reino Unido séculos depois. São contadas as histórias de dois livros, por temporada.

Lançada em 2015 com produção de Chrissy Skinns e Nick Murphy, e exibida no canal britânico BBC, a série conta com um total de quatro temporadas e 36 episódios. A obra começou a ser transmitida ao mesmo tempo na BCC Two, na Inglaterra, e na BCC América, localizada nos Estados Unidos. Contudo, a série foi quase cancelada após a segunda temporada, pois o canal inglês não quis renovar a produção. Com isso, a plataforma de streaming Netflix decidiu bancar sozinha a produção da série para continuar contando a história saxônica. 

Com a quarta temporada já lançada no dia 26 de abril deste ano, a Netflix foi para o segundo ano com a produção da obra, que se configura no top 3 das séries mais assistidas da plataforma deste mês. 

A série “O Último Reino é, sem dúvida, uma mistura de heroísmo, política, religião, coragem, amor, lealdade e a eterna busca por identidade. . 

Confira o trailer da séria abaixo:

Ficha Técnica 

  • Título Original: The Last Kingdom
  • Direção: Stephen Butchard
  • Lançamento: 2015
  • País: Inglaterra 
  • Gênero: História / Obra de Época / Ficção histórica  / Ação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php