“Parasita” quebra um tabu cinematográfico de 90 anos

Por Nataly Rodrigues

Pôster do filme “Parasita”. Foto: Reprodução

“Parasita”, o filme ganhador de 20 premiações cinematográficas insere o telespectador em uma realidade de desigualdade social comum no cenário global. As barreiras linguísticas despencam quando a narrativa traz aspectos semelhantes às vivências diárias do público, seja este sul-coreano, francês, estadunidense ou brasileiro.

O longa, dirigido por Bong Joon Ho, fez história ao vencer o Oscar de “Melhor Filme”. É a primeira vez, desde 1929, que um filme de língua não-inglesa conquista o principal prêmio. O filme sul-coreano relata a história de uma família pobre, onde todos estão desempregados vivendo em situação de precariedade.

Bong Joon Ho é um cineasta de destaque, já dirigiu filmes como Okja (2017), uma produção em parceria com a plataforma de streaming Netflix, Expresso do Amanhã (2013) e O Hospedeiro (2006). Seus trabalhos são característicos por conter uma crítica social, seja abordando a desigualdade, o aquecimento global e até mesmo a indústria alimentícia. 

A narrativa de “Parasita” desenvolve-se quando Ki-Woo, o filho mais novo, consegue um emprego como tutor do filho de uma família rica. É a partir deste ponto que o longa apresenta uma espécie de espelho, no qual é possível comparar a realidade das duas famílias. A crítica social é estabelecida dos diálogos à fotografia, em que o enredo satírico causa surpresas ao decorrer da narrativa, transportando o espectador numa série de acontecimentos inesperados que instiga sua curiosidade a cada trama desenvolvida. 

Além de conquistar o Oscar 2020 como o filme mais premiado da cerimônia, ao todo foram quatro prêmios, Melhor Filme, Melhor Filme Internacional, Melhor Diretor e Melhor Roteiro Original. 

O diretor Bong Joon Ho com as estatuetas no dia da premiação
O diretor Bong Joon Ho com as estatuetas no dia da premiação. Foto: Reprodução

Ficha Técnica 

Filme: Parasita/ Gisaengchung 

Duração: 132 min

Direção: Bong Joon Ho

Ano:  2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php