Obra de ficção conquista o Brasil ao tratar de mistério, suspense e abuso

Por Clariana Matias

 

‘Uma mulher no escuro’ é um livro policial escrito pelo carioca Raphael Montes, 29. Em 256 páginas, o enredo cativa o leitor e faz com que a leitura seja fluida, apesar da temática. O livro foi lançado esse ano e, de acordo com dados  do Skoob, uma rede social onde leitores compartilham suas experiências literárias, “Uma mulher no escuro” já foi lido por 1.674 pessoas. Ainda segundo o site, 3.286 pessoas já marcaram o livro como “quero ler”. 

Ambientado no Rio de Janeiro, o livro conta a história de Victoria Bravo, uma jovem que presenciou a tragédia que resultou na morte de seus pais e irmão quando tinha apenas quatro anos de idade, a tornando fechada e desconfiada das pessoas à sua volta. As únicas pessoas com quem convivia eram a sua tia Emília, que a criou desde o ocorrido e mora em um lar para idosos,  seu psiquiatra, e Arroz, amigo conquistado em um fórum do jogo online The Sims. Apesar de não dar espaço para ninguém saber de sua vida, Victoria acaba conhecendo um misterioso escritor na lanchonete onde trabalha como garçonete, o achando atraente e de boa conversa. 

O enredo começa a ficar mais tenso quando a protagonista chega no seu apartamento e percebe que alguém esteve lá. Em seu quarto, ela se depara com o seu ursinho de pelúcia todo pichado e a frase escrita na parede: “Vamos Brincar?”. O livro consegue aprisionar o leitor, que se pergunta quem está perseguindo Victória e trazendo seu passado de volta para atormentá-la. Quem fez essa ameaça foi o mesmo homem que matou a sua família? Será que é apenas uma brincadeira de mal gosto? Essas são as primeiras questões levantadas. 

Victoria se vê perseguida e passa a criar medidas de segurança e a ficar ainda mais cautelosa. A partir daí, o enredo se desenvolve e o leitor começa a conhecer a cabeça da protagonista mais profundamente, assim como os seus medos e aflições. É importante ressaltar o alerta de gatilho para violência e abuso sexual presentes no livro. Assim, não e indicado para pessoas sensíveis a esses temas. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php