Libras atrai o interesse de estudantes do ensino superior

Por Marcos Viana e Nataly Rodrigues

A Libras (Língua de Sinais Brasileira) é a forma de comunicação e expressão que tem como base um sistema linguístico do tipo visual-motor com uma  estrutura gramatical própria. Desde  2002 a língua de sinais é reconhecida por lei no Brasil, e o Decreto Nº 5.626, regulamenta a Libras como disciplina curricular obrigatória nos cursos de licenciatura e como optativa nos demais cursos de educação superior e na educação profissional.

Na Universidade de Fortaleza (Unifor), a disciplina de Libras é ofertada como obrigatória para os cursos de Fonoaudiologia e Educação Física, os demais cursos  têm a disciplina disponível como optativa. Apesar de não ser obrigatória para a maioria das graduações, percebe-se que existe uma grande procura por parte dos estudantes, com turmas que chegam a lotar em alguns turnos. Mas o que será que tem atraído o interesse desses alunos por esta língua?

Lucas Plutarcho, estudante de Publicidade e Propaganda. Foto: FotoNIC

Para o professor Willer Cysne, docente da disciplina de Libras, o interesse em participar das aulas resulta da propaganda dos alunos que já fizeram a matéria e que compartilham a experiência com seus colegas. “Eles entram na disciplina, passam a cursar e o interesse cresce, não só por obrigatoriedade, mas a maioria que faz como optativa vai pela a influência dos colegas”. 

O estudante de Publicidade e Propaganda, Lucas Plutarcho, 21, conta que o interesse por Libras veio na infância. “Eu achava legal a datilologia (o alfabeto em Libras). Antes eu pensava que a língua era somente isso, falar com as letras”, lembra. Lucas se apaixonou pela disciplina. Lá ele percebeu a necessidade que os surdos têm vivendo em um país grande como Brasil e com uma língua que lhes parece difícil. “Eles não se sentem parte da nossa cultura. Eu penso muito em como eles se sentem em relação a isso. É muito mais fácil eu aprender Libras para integrá-los e ter acessibilidade para eles, do que eles aprenderem o português para eu poder entendê-los”, conta o estudante, que revelou interesse de se tornar intérprete.

A língua

Libras é uma língua e não uma linguagem. O decreto aprovado em 2002 regularizou que as escolas ofereçam uma educação bilíngue. Assim além da Língua Portuguesa é necessário ensinar também a Língua Brasileira de Sinais. 

Libras é como qualquer outra língua, tem suas diferenças dependendo de cada cultura e região. Um exemplo é a língua de sinais na França, ela é diferente da língua de sinais no Brasil. No nosso país ainda há a variedade de sinais dependendo das regiões, cada estado possui uma cultura assim alguns sinais se diferenciam, podemos comparar com os diferentes sotaques que existem nas línguas faladas. 

Alfabeto em Libras

Alfabeto em Libras. Foto: Reprodução

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php