Filme aborda a surdez sem clichês

Por Nataly Rodrigues

A Família Bélier vai te fazer rir e chorar. No final, aquela sensação gostosa de leveza vai te deixar com um sorriso no rosto durante algumas horas do dia. Esse é o efeito de um filme que, aparentemente, se baseia em mais um clichê da vida de uma adolescente, mas logo nos pega de surpresa ao desenvolver uma trama cheia de ramificações que fogem totalmente do que conhecemos como clichê.

Poster oficial do filme A Família Bélier. Foto: Divulgação

Família Bélier é um longa francês de Eric Lartigau. O filme retrata a história de Paula, interpretada pela atriz e cantora Louane Emera, uma adolescente que está enfrentando aquela típica fase do primeiro amor, os problemas na escola e as brigas com os pais. O elemento diferencial está na família de Paula, seu pai, sua mãe e o irmão são surdos.

O filme é ambientado em um cenário rural, no interior da França,  onde fica a fazenda dos Béliers. A obra aborda três problemáticas, o típico romance adolescente de Paula, o dilema de “sair do ninho” dos pais e buscar a independência, e a socialização da família de surdos na comunidade. 

A forma como é retratada a surdez pelo  diretor Eric Lartigau afasta a perspectiva vitimista e fragilizada. Os atores François Damiens (Rodolphe Bélier) e Karin Viard  (Gigi Bélier) atuam de forma brilhante ao refletirem cada sentimento através de expressões faciais desenvolvidas a partir da língua de sinais. 

Os preconceitos relacionados à surdez são desafiados quando o personagem de Rodolphe decide concorrer como prefeito de sua cidade, a campanha eleitoral manifesta que não há limitações na comunicação pelo fato do personagem ser surdo. Além disso, Paula, que é a única da família que não é surda, descobre seu talento para a música e desenvolve a paixão por cantar.

Ao  revelar seu talento para a família, Paula interpreta uma música através da língua de sinais para sua família que sentem as vibrações de suas cordas vocais, sendo essa umas das cenas mais tocantes do filme.  A música, Je Vole, cantada nas últimas cenas por Paula, reflete todo dilema da sua busca por independência. 

A Família Bélier é aquele filme cheio de surpresas agradáveis, que nos  faz refletir sobre as concepções de surdez e nos aproxima para entendermos as diferenças surdas e suas linguagens. Além de nos transportar para o universo adolescente e seus clichês, trazendo um sentimento de nostalgia de nossas própria experiências.

 

Ficha técnica

Título Original: La Famille Bélier

Ano: 2014

País: França

Duração: 1h 45 min

Direção: Eric Lartigau

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php