Sintonia: série retrata a realidade da favela

Por Ariadna Medeiros 

 

Junto com um dos maiores nomes do mundo do Funk, a Netflix resolveu inovar em suas produções. A série “Sintonia” foi feita em colaboração com Kondzilla, conhecido no cenário atual de funk por emplacar cantores como Kevinho e Mc Kekel. 

Abordando uma temática pouco explorada no mundo das séries, Sintonia acontece na periferia da cidade de São Paulo e explora a vida de três personagens em especial, Mc Doni (“Jottapê”), Rita (Bruna Mascarenhas) e Nando (Christian Malheiros). 

Mesmo sendo amigos de infância, Doni, Rita e Nando cruzaram realidades opostas, que marcam o desenvolvimento da trama. Doni, filho de um comerciante e vindo de uma família tradicional teve mais oportunidades e tem o sonho de ser cantor de funk, que não é nem um pouco aprovado pelos pais. Rita, uma órfã precoce, tenta sobreviver vendendo bugigangas em terminais e dentro de ônibus. E Nando, que vive o dilema entre ser pai de família, um amigo presente  e conseguir sucesso no mundo do crime.  

Por se tratar de uma narrativa que mostra a realidade das favelas e suas particularidades de uma maneira muito além dos bailes funks e personagens clichês, a série pode ser considerada “fora da caixa” em comparação a outras produções audiovisuais, que mostram apenas um lado da realidade. Em Sintonia, podemos acompanhar três visões diferentes. 

Um presente para a favela e para o mundo 

Com um enredo cheio de ação e com muitas cenas que mexem com o coração do telespectador, a série procura mostrar a vida na comunidade para mais de 190 países. 

A Netflix aproveitou o lançamento da série para promover a inclusão de usuários que não possuem cartão de crédito ou que não podem pagar assinaturas mensais, trazendo a opção do cartão pré pago da Netflix. No canal do YouTube do produtor KondZilla também é possível assistir ao primeiro episódio da série sem pagar absolutamente nada. 

Confira abaixo o trailer da série :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php