O universo fantástico e espalhafatoso de Elton John

por Sarah Viana

Uma porta se abre deixando passar uma enorme quantidade de luz, que logo é ofuscada por um traje espalhafatoso: asas com plumas laranjas e vermelhas, chifres brilhosos e um óculos com lentes vermelhas em formato de coração. Junto a isso, um solo de guitarra pode ser escutado ao fundo, enquanto acompanha o homem do traje brilhoso chegar até uma sala com um grupo de pessoas sentadas em círculo. De repente, vemos o ator Taron Egerton (Kingsman: Serviço Secreto) iniciando um ótimo resumo do que viria a ser o filme: “Oi, meu nome é Elton Hercules John. Eu sou viciado em álcool, drogas em geral, cocaína, maconha, sou bulímico, tenho acessos de raiva e tenho vício em sexo”.

A semelhança do ator Taron Egerton com Elton John é surpreendente. Foto: Reprodução.

Dirigido por Dexter Fletcher (o mesmo diretor de Bohemian Rhapsody), a cinebiografia Rocketman retrata a vida de um dos cantores mais emblemáticos dos anos 70. O filme conta a história do cantor Elton John (Taron Egerton), desde sua infância problemática até a sua luta para a sobriedade. Iniciando com “The Bitch is Back”, uma das músicas de sucesso no início de sua carreira, podemos ver o pequeno Reginald Dwight dentro de uma família desestruturada, com uma mãe desmotivadora, um pai rígido e uma avó indiferente.

O talento para tocar piano traz a Reginald Dwight o interesse pela música, porém ele não se limita nas vertentes clássicas, se aventura também nas músicas animadas do rock’n roll e nas melodias sensíveis do soul. Explorando esse universo musical, Reggie conhece Bernie Taupin (Jamie Bell), um jovem compositor que logo se torna seu parceiro, criando canções de sucesso cantados durante o filme, como “Your Song”, “Honky Cat”, “Bennie and The Jets” e “Rocketman”, transformando o tímido Reginald Dwight no excêntrico Elton John.

As relações frustradas de John

É perceptível que Fletcher estruturou a cinebiografia a partir das relações gerais de Elton John, buscando sair da superficialidade e fugir do clichê de filmes dessa categoria, trazendo de maneira sensível as frustrações e inseguranças do cantor. A descoberta da sexualidade, a mudança na personalidade e a busca pela identidade são alguns dos pontos a serem explorados no filme.

“Rocketman” conta a história de Elton John. Foto: Reprodução.

A questão da homossexualidade é retratada no filme com Elton descobrindo sua sexualidade em um relacionamento com seu charmoso ex-amante, John Reid (Richard Madden), que mais tarde se torna um empresário aproveitador e ridiculariza o cantor em uma das suas fases mais difíceis. É também nesse momento que o cantor cria uma vontade de fugir diante de todas as frustrações na sua vida e acaba encontrando refúgio nas drogas, trazendo o outro ponto que é explorado no filme de Elton John, o seu vício e a sua luta pela sobriedade.

Rocketman é uma cinebiografia que foge dos clichês e que, por meio da música, apresenta a vida de Elton John como um grande espetáculo feito para se rir, chorar, ter raiva e, definitivamente, cantar.

Ficha Técnica
Filme: Rocketman
Ano: 2019
Duração: 2h 01min
Direção: Dexter Fletcher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php