Cursos de Odonto promovem atendimento à população carente

Por Cadu Vasconcelos

Apesar do Sistema Único de Saúde (SUS) possuir serviços básicos gratuitos para a saúde bucal, existem desafios em relação à sua prevenção. De acordo com dados de 2014 levantados pelo Conselho Federal de Odontologia, 46% dos brasileiros consideram difícil o acesso ao dentista e cerca de 20% não costumam ir ao consultório dentário. A principal justificativa desses dados é a falta de condições financeiras, principalmente entre os indivíduos de baixa renda.

Outra pesquisa foi a do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), realizada em dezembro de 2018, mostra que 24,4% da população brasileira tem planos de assistência-médico hospitalar e, outros 12,4%, tem planos apenas odontológico.

Devido a esses fatores, os serviços odontológicos prestados pelas Universidades mostram-se como uma alternativa para a população carente de Fortaleza. “Se você trata pacientes que precisam de um atendimento odontológico e, ao mesmo tempo, eles se oferecem como meio de aprendizagem, ganham tanto a população quanto a universidade”, destaca Pedro César, 52, professor de odontologia da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Se você trata pacientes que precisam de um atendimento odontológico e, ao mesmo tempo, eles se oferecem como meio de aprendizagem, ganham tanto a população quanto a universidade.” – Pedro César

Pedro César, professor do curso de Odontologia da UFC. Foto: Cadu Vasconcelos

O atendimento é voltado para crianças, adultos e idosos, e dispõe de vários tipos de tratamentos odontológicos, desde cirurgias orais menores e mais complexas.  “Possuímos especialidades odontológicas ligadas especificamente a restauração dentária e colocação de prótese. Também tratamos pacientes que precisam de procedimentos endodônticos – tratamento de canal – tratamento periodontal – e doença infecto inflamatória da gengiva”, explica o especialista.

A clínica odontológica da UFC trabalha em parceria com o Hospital Universitário Walter Cantídio, onde possui projetos de pesquisa e extensão. “Esses serviços garantem uma qualidade de vida melhor para o paciente que tem algum problema, não só relacionado aos dentes, mas também a todo sistema estomatognático – estrutura bucal com participação constante da mandíbula – ”, acrescenta César.

Ponte entre a aprendizagem e a assistência comunitária

As clínicas odontológicas da Universidade de Fortaleza (Unifor) também oferecem atendimento gratuito à população de Fortaleza. O atendimento, que começou  na comunidade do Dendê, próxima à instituição, se expandiu ao longo dos anos. “Nós tínhamos a necessidade de pacientes para a formação dos nossos alunos e a comunidade tinha a necessidade desses serviços,” revela Renata Cordeiro, professora do curso de odontologia da Unifor.

Clínica Odontológica da Unifor Foto: Reprodução

Os pacientes são, na maioria dos casos, encaminhados pela Prefeitura de Fortaleza, oriundos do posto de saúde da regional VI. Basta que o paciente tenha interesse, procure o serviço e aceite ser atendido pelos estudantes da Unifor. “Muitas vezes, o aluno [paciente] acaba não sendo o nosso perfil essencial, porque geralmente ele busca uma ortodontia fixa ou clareamento, procedimentos que não são da essência da graduação”, explica a profissional.

Todo procedimento é feito por alunos, mas supervisionados de perto pelos professores. A Clínica Odontológica Integrada da Unifor oferta procedimentos para tratar doenças bucais, que incluem serviços de limpeza dentária, restaurações e cirurgias, além de atendimentos exclusivos para pacientes com diversas necessidades.

Por outro lado, a clínica também promove assistência odontológica a pessoas que estão em tratamentos de radioterapia e quimioterapia através do projeto “Saliva Artificial.” A assistência odontológica também é promovida desde a infância, a partir do programa “Mamãe e Bebê”. Já os pacientes com necessidades físicas e mentais têm tratamento diferenciado de acordo com o seu perfil.

Um sorriso não tem preço

A felicidade de Maria Francisca, 65, chegou mais cedo após ter descoberto o serviço das clínicas odontológicas da Unifor. A aposentada veio acompanhada com sua nora, Edilene alves, 40, que é dona de casa. Edilene fala sobre a assistência diferenciada que recebeu durante sua passagem pela clínica. “Fiquei na fila de espera do SUS durante um ano, a gente não sabia desse atendimento da Unifor. No mesmo dia fui atendida. Aqui é diferente, é bem rápido”, comemora a dona de casa.

Infográfico: Cadu Vasconcelos

Serviço

Clínica Odontológica – Unifor

Endereço: Universidade de Fortaleza, bloco O

Av. Washington Soares, 1.321, Edson Queiroz

Teledone: (85) 3477-3211

Entrada pela Av. Valmir Pontes, S/N, próximo ao prédio do INSS

Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC) – UFC

Endereço: Rua Capitão Francisco Pedro, 1.290, Rodolfo Teófilo

Contato: (85) 3366-8222

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php