Rotina de cuidados com a pele promove saúde e autoestima

por Sarah Viana

O skincare – cuidados com a pele, em tradução livre do inglês – é uma rotina que promove o embelezamento e a saúde da pele. Cada vez mais comum no mercado da beleza, este tipo de “ritual” pode ser usado em todo o corpo e visa melhorar a saúde e aparência da pele. No mundo, um dos maiores investidores neste setor é a Coréia, país popularmente conhecido por seus produtos inovadores e pela eficácia de seus tratamentos.

As mulheres coreanas tornaram-se referência de skincare no Brasil a partir da rotina de beleza coreana baseada em 10 passos e divididos em quatro partes essenciais – limpeza, preparação, hidratação e proteção -. Porém, tem gerado questionamentos sobre os seus efeitos na pele de mulheres brasileiras, visto que os dois países – Brasil e Coréia do Sul – possuem estruturas diferentes. Fatores como clima, temperatura e umidade influenciam diretamente no modo como a pele vai se comportar.

A estudante Gabriely Oliveira, 18, teve seu primeiro contato com o skincare quando teve problemas com disfunção hormonal e acne. “Eu consultei primeiro uma ginecologista e depois fui para a dermatologista. Comecei com o básico do básico: sabonete, ácido e só”, explica. Ela comenta que devido à disfunção e ao aparecimento de acne por conta de reações alérgicas aos produtos, sua autoestima ficou fragilizada.

Atualmente, a sua rotina se divide em dois momentos – o diurno e o noturno -, e se baseia no uso de hidratantes e séruns, além de máscaras faciais. Ela relata que a sua adaptação para a rotina de skincare coreana tem acontecido aos poucos. A estudante comenta que os benefícios deste método de beleza são melhores do que os métodos utilizados no Brasil, mas que existem alguns obstáculos para utilizar esse tipo de tratamento. “O clima não favorece, a falta de tempo e, de verdade, os preços”, explica.

Gabriely argumenta que o skincare, além de beneficiar a saúde, também serve como uma forma de  tranquilizá-la. “Ajuda muito na autoestima, na questão do cuidado com si mesma”, evidencia. Para conseguir exemplificar melhor como a rotina coreana funciona, o Jornalismo NIC separou algumas informações no infográfico abaixo. Confira!

Acompanhamento profissional

A coordenadora do curso de Estética e Cosmética da Unifor, Aline Barbosa, comenta que a pele da mulher brasileira tende a ser mais ressecada em função da falta de hidratação, o que causa uma perda hídrica significativa na epiderme. Devido a esta questão, a rotina de uma mulher brasileira se difere da rotina das mulheres coreanas, principalmente pela divergência entre os produtos cosméticos.

Atualmente, existem produtos no Brasil que oferecem multifuncionalidades em suas fórmulas, como protetores solares que têm fotoproteção e também hidratam a pele. No entanto, a coordenadora afirma que é necessário acompanhamento profissional para adquirir os produtos adequados. “A mulher, às vezes, não tem conhecimento do tipo de pele, então ela acaba comprando qualquer coisa e não se informa adequadamente com profissionais especializados na área”, alerta.

Box: Sarah Viana.

O médico-residente em Dermatologia, Márcio Sousa, recomenda a orientação de um dermatologista tanto para saber o tipo de pele, quanto para saber quais produtos utilizar na hora do tratamento. Ele explica que a rotina de dez passos coreana não é algo que é necessariamente obrigatório para todos e que o mais importante “é adaptar a rotina de cuidados ao seu dia a dia, de acordo com a necessidade de sua pele e com indicações adequadas por um bom dermatologista”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php