Jornalismo econômico sob um novo olhar

Por Eric Assunção e Victor Hugo

Em épocas de eleições presidenciais no Brasil, o dólar – moeda mais usada em transações internacionais – sofre com oscilações. Nesta reportagem, analisaremos os efeitos internos e externos sofridos pela população. Como funciona o câmbio no Brasil?

Desde 1999, o Brasil atua no mercado especulativo com o câmbio flutuante, ou seja, o valor varia de acordo com os investimentos feitos nas bolsas de valores ao redor do Mundo. Entre 1995 e 1999, o Banco Central (BC) interferia diretamente na cotação das moedas estrangeirasmas, em janeiro de 1999, as taxas cambiais  passaram a ser decididas pelo mercado interbancário.

Mesmo não atuando diretamente, o BC ainda interfere nos câmbios em momentos que  necessitam de ações para impedir movimentos desordenados nas taxas monetárias. A cotação da moeda estadunidense oscila de acordo com o mercado especulativo, ou seja, o valor do câmbio é modificado diariamente. Por essa condição, em momentos de crise política ou econômica no Brasil, o real tem seu valor diminuído em relação ao dólar.

​Esta condição é acentuada em anos de eleições presidenciais, pois os investidores tendem a aplicar seu capital em mercados mais seguros.. Alisson Martins, professor de economia, explicou como funciona o mercado de valores e como  o decorrer das campanhas eleitorais afetam a cotação da moeda estadunidense.

A corrida presidencial e o valor da moeda

Valor do dólar em anos de eleições presidenciais. Infográfico: reprodução.

A instabilidade do dólar em anos de eleições presidenciais no Brasil pode ser vista em 2018. Com o segundo turno  entre Jair Bolsonaro, do PSL, e Fernando Haddad, do PT, o valor da moeda americana subiu com a indefinição de quem iria assumir a Presidência da República. Segundo o professor de economia Alisson Martins, a vitória de Bolsonaro traz uma confiança maior aos investidores, já que o presidente eleito defende uma política voltada para o liberalismo econômico e para a privatização de empresas estatais.

Mesmo com a queda do câmbio norteamericano e com a valorização da Bovespa, Bolsa de Valores de São Paulo, no dia da eleição do candidato do PSL, o dólar alcançou R$ 3,70, o maior valor em eleições presidenciais desde 2002, quando o eleito foi Luiz Inácio Lula da Silva, do PT. Os valores em épocas eleitorais podem ser vistos no infográfico ao lado.

A variação do dólar interfere diretamente na vida de quem gosta de viajar. Toda estratégia é válida para  economizar na hora de comprar a moeda estrangeira e diminuir o impacto da mudança de cotação. Alexandre Mandarino, que faz viagens internacionais anualmente, conta como é o método dele para comprar dólares de maneira efetiva e precavida. A tática ajuda a diminuir o impacto no bolso caso haja um aumento repentino no valor da moeda.

Com a eleição de 2018 definida, fica a dúvida sobre qual será a tendência econômica adotada pelo governo de Jair Bolsonaro e como o real vai se comportar em relação ao dólar em 2019. Os professores de economia, Ricardo Eliotério e Alisson Martins fizeram a suas projeções sobre o mercado especulativo. Mesmo que seja impossível de dar garantias absolutas, os estudiosos analisaram como podemos nos preparar para o cenário econômico que está por vir, especialmente no que se refere ao comércio exterior.

 

Confira a matéria completa no site:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php