5+ cantoras negras brasileiras empoderadas

Por Clara de Carvalho

No dia 20 de novembro é comemorado o Dia Nacional da Consciência Negra,  simbolizando a morte de Zumbi, líder do Quilombo de Palmares. Mesmo com conquistas históricas, como a Lei do Ventre Livre e a Lei Eusébio de Queirós, a comunidade negra precisou enfrentar ataques racistas. Até hoje, os negros lutam contra o preconceito e buscam conquistar o seu espaço na sociedade a partir das lutas dos de movimentos sociais. Muitas pessoas negras conseguiram destaque na carreira artística e no esporte, sendo consideradas símbolos de representatividade da população negra do Brasil. O Jornalismo NIC selecionou cinco cantoras brasileiras que são o retrato do empoderamento e da representatividade.

Elza Soares

Nascida em uma favela do Rio de Janeiro, Elza Soares tornou-se um símbolo da resistência negra no Brasil. Aos 21 anos já era viúva e tinha enterrado dois filhos, que morreram de fome. Além de ter sofrido de violência doméstica por Garrincha, falecido jogador de futebol. Em 1999, ela foi eleita pela Rádio BBC de Londres como a cantora brasileira do milênio. Hoje, aos 81 anos de idade, a cantora de samba continua sua carreira artística.

 

Mart’nália

Filha do sambista Martinho da Vila, Mart’nália iniciou a carreira artística sendo backing vocal. A cantora dividia a segunda voz com Analimar, sua irmã,  em shows de seu pai. Tem como admirador Caetano Veloso, seu conselheiro no mundo da música. Hoje, Mart’nália tem músicas gravadas com artistas renomados, como Zélia Duncan, Lenine e, claro, seu pai Martinho da Vila.   

 

Candy Mel

Mel Gonçalves, mais conhecida como Candy Mel, é integrante da Banda Uó, trio goiano que traz o estilo brega nas suas músicas. Na sua adolescência, a cantora iniciou a transição para mudar de sexo. Em 2015, foi a primeira mulher trans a estrelar a campanha do Outubro Rosa e a segunda mulher trans brasileira a participar de propagandas de produto de beleza.

 

IZA

Isabela Lima, publicitária do Rio de Janeiro, ganhou popularidade postando vídeos cantando em seu canal no Youtube. Não demorou para se tornar IZA, seu nome artístico. Suas músicas têm como tema o empoderamento feminino e negro. Recentemente, seu álbum “Dona de mim” foi indicado ao Grammy Latino, na categoria  Melhor Álbum de Pop Contemporâneo.

 

MC Carol

A carioca Carolina de Oliveira Lourenço, conhecida no mundo do funk como MC Carol ou Carol Bandida, ficou famosa por suas músicas sobre desvio do estereótipo. Além de falar sobre sexo e drogas, a funkeira trata de temáticas polêmicas, como feminismo e desigualdade social. Sua música mais recente é sobre a vereadora assassinada Marielle Franco.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php