Em nome do oceano

Por Lígia Grillo

“O mar não é um obstáculo, é um caminho” (Amyr Klink)

O oceano não precisa ser o inimigo. A frase remete ao navegador e escritor brasileiro Amyr Klink. Compartilhando o mesmo pensamento, a exploradora e cientista americana Sylvia Earle, de 82 anos, é o exemplo de que, com empenho e  amor, é possível fazer a diferença. Dedicando sua vida a campanhas para salvar os oceanos, Earle é estrela do documentário Mission Blue, que choca ao mostrar cenas sobre a realidade enfrentada embaixo d´água. O produto original Netflix, em parceria com a direção de Fisher Stevens e Robert Nixon, promove questionamentos sobre o futuro dos oceanos e esclarece as medidas que devem ser tomadas para evitar a sua destruição. Earle age em nome do oceano.

O original Netflix foi uma parceria com a direção de Fisher Stevens e Robert Nixon. Foto: divulgação/Mission Blue

No documentário, a exploradora explica a importância da restauração das barreiras de corais. A vida no mar funciona em equilíbrio, se algo for extinto é possível que tudo também entre em extinção. Com apelo, Earle pede para que as pessoas percebam que o cuidado com os oceanos é tão necessário quanto o cuidado com a terra. Sendo assim, ela idealizou o projeto que nomeou de “Mission Blue”. Sua missão azul tem como objetivo salvar os oceanos, criando uma rede mundial de áreas marinhas protegidas. Hoje, a aliança da “Mission Blue” inclui mais de 200 grupos  de conservação oceânica.

Sylvia Earle

Exploradora e cientista americana Sylvia Earle. Foto: reprodução

Sylvia Earle, nasceu em 30 de agosto de 1935, em  Gibbstown, Nova Jersey. Hoje, é bióloga marinha, exploradora, autora, professora e palestrante. Sua paixão pelo oceano começou quando pequena. Seu “quintal” era o Golfo do México.  Desde 1998 é uma exploradora em residência na National Geographic e foi a primeira mulher nomeada cientista-chefe da NOAA (Administração Oceânica e Atmosférica Nacional). Além disso, foi reconhecida pela Time Magazine como  a primeira heroína pelo planeta. Apesar dos muitos prêmios e títulos, a maior conquista de Earle é garantir que todos entendam o que está acontecendo com a vida marinha. Ela quer mostrar para o mundo que se não houver oceanos, não haverá vida.

Ficha técnica

Direção: Fisher Stevens e Robert Nixon

Ano de produção: 2014

Duração: 1h36m

Gênero: Documentário/Drama

Trailer:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php