A dama do crime

Por Lígia Grillo

Você conhece Agatha Christie? Com certeza você já deve ter ouvido falar por aí sobre Agatha e suas obras. Com mais de 80 livros publicados, a escritora ganhou a alcunha de dama do crime e foi reconhecida pelo Guiness Book como a romancista mais bem sucedida da história da literatura popular mundial. Suas obras venderam, juntas, um número total de quatro bilhões de exemplares ao longo do século XX e XI.

Em seus 56 anos de carreira, Agatha Christie é cada vez mais reconhecida e atrai fãs no mundo todo. Além de seus livros, a autora conta com peças teatrais e adaptações cinematográficas e televisivas de suas obras. Foi considerada a autora mais vendida no mundo, com livros traduzidos em mais de 103 idiomas diferentes e gerando US$ 4 milhões por ano, a autora faz jus ao nome de dama do crime. Os números totais só ficam atrás das obras vendidas do dramaturgo e poeta William Shakespeare e da Bíblia. Se você ainda não conhece Agatha Christie, esta é a hora.

Confira alguma obras dela:

Box: Lígia Grillo

Vida

Agatha Christie. Foto: reprodução

Agatha Mary Clarissa Miller nasceu em 15 de setembro de 1890, na costa de Devon, localizada na cidade de Torquay, Inglaterra. Sendo a filha caçula de três irmãos, seu pai, Frederick, e sua mãe, Clara, decidiram que a família deveria se mudar para França, em 1896. Quando tinha 11 anos, seu pai faleceu. Clara e seus filhos viajaram por muitos lugares do mundo, o que deu à Agatha uma visão ampliada de várias culturas. A partir dos 14 anos, Agatha começou a estudar em casa, tendo muitos tutores e professores particulares.

Agatha se casou aos 24 anos com um coronel Archibald Christie, piloto do Corpo Real de Aviadores. Cinco anos depois, teve sua primeira e única filha, Rosalind. Em 1926, aos 36 anos de idade, a autora se divorciou do marido, casando-se novamente, em 1930, com Max Mallowan, mas manteve seu sobrenome Christie.  A esta altura, já era uma escritora famosa e assim reconhecida pelos seus leitores.

Em 1971, tornou-se dama do império britânico por conta de sua obra. O último livro protagonizado por seu personagem mais famoso, Hercule Poirot, “Curtain” (escrito nos anos 40), foi lançado em dezembro de 1975, porque Agatha já não se sentia disposta a escrever. A autora veio a falecer um mês depois, em 12 de janeiro de 1976, por conta de causas naturais (pneumonia).

Obras

Seu início na literatura começou com a publicação do livro “The Mysterious Affair at Styles”, traduzido para “O Misterioso Caso de Styles” no Brasil. O livro foi publicado, em 1920, pela editora Bodley Head e vendeu cerca de 2.000 cópias, após ser rejeitado por 6 editoras diferentes. Seu sucesso veio após a publicação de alguns livros, como a obra “O Assassinato de Roger Ackroyd”, em 1926, que vendeu 5000 cópias.

Agatha fora do papel

Com o sucesso de suas obras, logo começaram a surgir adaptações. Com mais de 16 montagens teatrais e 30 para o cinema, a autora continua a deixar seu legado para os apaixonados por mistérios. Sua adaptação cinematográfica mais famosa vem do livro “Assassinato no Expresso do Oriente”, filme que estreou em 30 novembro de 2017. Já para a TV, com mais de 27 adaptações, a autora deixou telefilmes, animes e miniséries.

Confira o trailer do Assassinato do Expresso do Oriente:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *