Antes criticada, pochete volta como tendência

Por Melissa Carvalho

“Criar o novo é mais difícil, você não cria o novo do nada” declara a Goretti Cabral, professora de Modelagem tridimensional do curso Design de Moda da Universidade de Fortaleza (Unifor). Reciclagem de antigas tendências dominam o mundo da moda. Peças antigas, que muitas vezes foram consideradas bregas, voltam às passarelas de forma repaginada para conquistar o público. A pochete é um desses acessórios que voltou como tendência e tem sido aposta para muitas marcas famosas.

“Você não cria o novo do nada” (Goretti Cabral)

Kendall Jenner. Foto: reprodução

A pochete é uma peça prática e teve seu reinado na década de 1980. O produto surgiu inicialmente com a intenção de ser usada por homens, mas com o tempo ele também foi consolidado em produções femininas. No final dos anos 1990, o acessório já era considerado ultrapassado, sendo abandonado por seus usuários. A estudante de moda, Rebeca Pinheiro, acredita que o acessório tem grandes chances de se consagrar devido à inovação e a estética. “Na moda tudo volta, porém atendendo os padrões daquele período e não foi diferente com as pochetes”, afirma.

 

“Na moda tudo volta” (Rebeca Pinheiro)

Com novos formatos, a pochete esteve presente em vários desfiles do verão 2017 e continua como aposta para o de 2018. Diversas marcas famosas têm investido no acessório, como a Chanel, Marc Jacobs e Moschino. Celebridades como Kendall Jenner, Jared Leto e Bruna Marquezine já incluíram a peça em suas produções.

A volta da pochete

Karl Lagerfeld. Foto: reprodução

O responsável por trazer a pochete de volta às passarelas foi o alemão Karl Lagerfeld, diretor artístico da Chanel. Karl tem como característica o rabo-de-cavalo e os óculos escuros e investe sempre em inovações para as coleções da marca. O estilista é famoso por suas frases polêmicas e apostas arriscadas, como o esporte chic para as passarelas. “Ele revisitou, veio de uma forma diferente e voltou a ser uma peça de desejo. Ele vem com uma outra abordagem, com uma outra pegada, nunca vai vir com aquela cara antiga, justamente porque é a busca do novo”, declara Goretti.

“Vem com uma outra abordagem, com uma outra pegada, nunca vai vir com aquela cara antiga, justamente porque é a busca do novo” (Goretti Cabral)

Goretti acredita que a pochete nunca foi brega. A professora considera que a peça era mal utilizada no popular e associa sua nova ascensão às versões atualizadas que estão sendo produzidas pelas marcas famosas.

Infografia: Melissa Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *