Orquestra Eleazar de Carvalho faz homenagem a Belchior

Por Luiza Ester

A Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho realiza, neste domingo (28), um “concerto especial” em memória a Belchior, músico cearense falecido no último dia 30. O evento, “Belchior Vive”, acontece às 18h, no Theatro José de Alencar.

Belchior comprova suas canções como atemporais, transgredindo nas composições as aflições de jovens e adultos, ainda nos dias atuais. Com direção artística de Arthur Barbosa, o concerto traz à tona a memória de um dos grandes ícones da música brasileira.

Segundo o regente Paulo Leniuson, a Orquestra tem como objetivo mostrar “a força e a riqueza” melódica de Belchior, conhecido também pela poesia das suas letras. “É fundamental mantermos vivo o legado de Belchior, um compositor cearense que marcou toda uma geração, e que, acredito, irá inspirar gerações vindouras em nosso país, que anda sedento de boa música”, afirma.

De acordo com Leniuson, serão executadas músicas marcantes do artista cearense, com arranjos elaborados pelo músico e compositor Inácio Saldanha, também membro da Orquestra Eleazar de Carvalho. Será a primeira vez que uma orquestra profissional do Ceará fará uma homenagem a Belchior, depois de sua morte.

Poeta das gerações

Nascido em Sobral, no interior do Ceará, foi para Fortaleza estudar Medicina, mas rendeu-se à filosofia. A música era, desde então, o principal instrumento do pensador. Na capital, Belchior fez parte de um dos maiores movimentos da Música Popular Brasileira (MPB), o “Pessoal do Ceará”, que reunia, entre outros, cantores como Fagner e Ednardo. Em 1970, o artista conheceu a fama após uma de suas canções terem se tornado um hino: “Como Nossos Pais”, gravada por Elis Regina.

 

A Orquestra

Foto: Reprodução/Diário do Nordeste

Referencial da “música concerto” no Ceará, a Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho foi fundada em 22 de dezembro de 1996. Nasceu como um projeto da Secretaria de Cultura do Ceará. Atualmente, é uma associação independente do Estado, sem fins lucrativos, mantida por recursos públicos e privados.

O repertório da orquestra abrange obras dos períodos barroco, clássico e romântico, além de peças modernas e contemporâneas. Em sua programação artística, já contou com uma dezena de regentes convidados e mais de cem solistas, entre músicos nacionais e internacionais.

Serviço:

Data: 28 de Maio

Horário: 18h

Local: Theatro José de Alencar

Rua Liberato Barroso, 525 – Centro

Entrada: Gratuito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php