Franquia Pokémon comemora 21 anos de história

Por Rhuan de Castro

Gotta catch em all” (Temos que pegar todos eles). É com essa icônica frase que a franquia Pokémon vem se desenvolvendo há 21 anos e se adaptando aos novos videogames. Seja nos consoles ou celulares, os famosos “Monstrinhos de Bolso” conquistam a atenção e o carisma de jogadores das mais diversas idades por todo o mundo.

Cada jogo agrega conteúdo extra a franquia. Foto: Reprodução.

Desenvolvidos pela Game Freak e publicados pela Nintendo (Empresas especialistas em desenvolvimento de jogos), os games da franquia vêm conquistando seu espaço no mercado desde 1996 com o lançamento de seus primeiros títulos: “Pokémon Red” e “Pokémon Blue”.  A jogabilidade consiste na captura e treinamento dos monstrinhos enquanto se viaja pelas regiões fictícias Kanto, Johto, Hoenn, Sinnoh, Unova, Kalos e Alola. Esse universo foi inspirado no passatempo de infância do diretor executivo, Satoshi Tajiri, o qual colecionava insetos.

A franquia já conta com 29 jogos da série principal e mais de 100 jogos multiplataformas, dentre eles o aplicativo de celular “Pokémon Go”, que permite a captura dos monstrinhos pela câmera dos smartphones. Desde o limitado Game Boy até o atual Nintendo 3DS, a evolução dos gráficos, jogabilidade, história e extras foi adaptando-se com o passar dos anos e o número de Pokémons passou de 150 para 802.

Além dos jogos

Nem só de jogos vive o público. A franquia também conta com animação e conteúdo literário. Desde 1997, o anime (desenho japonês) de Pokémon ganhou espaço na televisão e conta a história de Ash Ketchum, um garoto que almeja se tornar o maior treinador Pokémon do mundo. Com 20 temporadas, a animação já conta com 973 episódios produzidos. Além disso, a franquia tem o suporte de 19 filmes lançados, sendo que o 20º título já encontra-se em produção com lançamento estimado para julho de 2017.

 

O conteúdo literário encontra-se dividido entre os mangás e guias de ajuda. Com 52 volumes, “Pokémon Adventure” remonta a história com personagens distintos e uma perspectiva diferente da animação e dos filmes, mas semelhante aos jogos. Para os iniciantes, os guias oferecem estratégias e instruções básicas sobre como adentrar neste universo.

Com várias opções de cartas, o TCG rende campeonatos pelo mundo. Foto: Reprodução.

Os monstrinhos de bolso também constituem um TCG (Trading Card Game), o qual rende campeonatos em diversas partes do mundo. Recentemente, São Paulo sediou o primeiro Campeonato Internacional da América latina, onde compareceram 1000 competidores de diferentes países. O evento fez parte das quatro etapas do Campeonato Internacional que ocorre respectivamente em Londres, Austrália, Brasil e Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php