Uso técnico da voz requer acompanhamento profissional

Por Luiza Ester

“Seja amigo da sua voz” é o slogan da campanha anual da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia em comemoração ao Dia Mundial da Voz, 16 de abril. Anualmente são escolhidas pessoas públicas para dar voz às campanhas. Em 2017, o ator, cantor e apresentador de TV Rodrigo Faro é o padrinho, e o tema escolhido foi “Minha voz, minha identidade”. O artista afirma que é “amigo da sua voz”, pois é ela que permite realizar todas as suas tarefas profissionais, e destaca que a campanha serve como alerta sobre os cuidados com a voz.

O uso profissional da voz é feito por apresentadores, cantores, atores, operadores de telemarketing, entre outros. Esse exercício precisa de atenção e, consequentemente, cuidados maiores, pois a voz é utilizada como instrumento de trabalho. Diante disso, a orientação de um otorrino e de um fonoaudiólogo são fundamentais para o desempenho vocal de cada indivíduo.

Em seu blog “MO, Fala e Voz”, a fonoaudióloga Sabrina Leão afirma que a aproximação das pessoas que usam a voz profissionalmente não acontece da consciência quanto à necessidade desse tipo de acompanhamento, mas na insistência dos fonoaudiólogos. Isso é recorrente, uma vez que ainda assim são vistos, por exemplo, diversos cantores com problemas vocais originados do mal uso da voz.

O vocalista Axl Rose. Foto: reprodução

Axl Rose, vocalista da banda Guns N’ Roses, desde o começo de sua carreira, na maior parte do tempo cantava fora da sua tessitura vocal que, segundo a instrutora de canto Natália Sandim,  do “Canal CifraClub”, “é o conjunto de notas da mais grave até a mais aguda que uma pessoa pode produzir com uma boa qualidade vocal e de forma confortável”. O cantor utilizava drives em excesso, efeito que promove a distorção da voz, comprometendo sua maneira de cantar, pois não tinha controle e nem acompanhamento profissional. Com isso, hoje ele não consegue mais atingir as mesmas notas como anteriormente.

O vocalista Steven Tyler. Foto: reprodução

Uma causa parecida é a de Steven Tyler, vocalista da banda Aerosmith. Por isso, o cantor rompeu um vaso na garganta, tendo que se ausentar do comando de sua banda no ano de 2006 para descansar sua voz. Tyler, atualmente, faz um tratamento que consiste na utilização de um gel que simula as vibrações das cordas vocais.

Cuidados com a voz

É preciso que esses profissionais tenham uma precaução maior com sua voz e disponha de um acompanhamento profissional. Os cuidados básicos estão associados a manter uma boa hidratação, evitar locais muito barulhentos, contar com uma alimentação leve e saudável, além de ter cautela com ambientes climatizados.

De acordo com Tiago Aguiar, 35, fonoaudiólogo especialista no assunto, se o indivíduo estiver usufruindo de maneira inadequada a sua voz, a hidratação em dia pode dar uma “proteção extra”. “Essa hidratação faz com que a mucosa fique sempre pronta para deslizar uma prega vocal sobre a outra. Importantíssimo tomar água, pelo menos dois litros de água e o ideal é que esses goles de água sejam fracionados. Não adianta você tomar um copão de água de manhã, outro de tarde e outro de noite, porque ele não vai manter sempre hidratada. O ideal é que seja pequenos goles, durante 20 em 20 minutos”, alerta.

O fonoaudiólogo afirma que, para quem não sabe utilizar a voz corretamente, os locais barulhentos fazem com que haja um desgaste desnecessário, pois há uma “competição sonora”. É preciso que, se não for possível evitar, o falante articule mais o som,  de maneira que não se coloque mais intensidade na voz.

Tiago Aguiar aconselha evitar alimentos muito pesados, principalmente antes do uso profissional da voz, é essencial, pois com o “estômago cheio” o diafragma não tem força para baixar as vísceras e não é possível obter uma expansão da caixa torácica. Ele sugere como alimento a maçã, “a maçã tem um efeito adstringente, ela tem uma substância chamada peptina que consegue limpar todo o trato respiratório. Então, tudo que é resto de muco que tá nesse trato respiratório, a maçã, com essa substância que é a peptina, consegue retirar”.

Outro benefício da maçã é que, por ser um alimento “duro”, promove uma melhor articulação. “A articulação é o principal veículo para que a gente tenha uma projeção da voz. Então, ela tanto é boa para o trato vocal respiratório, porque ela vai dá uma limpada, como também para os articuladores. As palavras saem mais bem articuladas, a projeção vocal se torna mais efetiva”, afirma Tiago.

Além disso, é relevante saber que todo exercício vocal é preciso passar por uma avaliação prévia de um fonoaudiólogo. “O que eu digo sempre é que um exercício pode fazer muito bem para uma pessoa e pode fazer muito mal para outra. Então, o exercício é bem vindo, mas quando ele é acompanhado por um profissional”, atenta o fonoaudiólogo. Ele lembra que rouquidão por mais de quinze dias é preocupante e recomenda também uma ajuda capacitada nesse caso. “Procure um otorrino, pra ter uma consulta, pra ver se precisa de um exame, pra ver se não é uma faringite, uma laringite, ou se é um problema de voz mesmo”, aconselha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php