Cresce número de fãs do futebol americano no Brasil

Por Matheus Miranda

Ordem, progresso e amadorismo. Estas são as três palavras que definem o acelerado ritmo de crescimento da prática do futebol americano no Brasil. O esporte é impulsionado pelo fanatismo dos brasileiros e pela popularidade da NFL (Liga de futebol americano) e do Super Bowl. De acordo com o site Global Web Index, o Brasil é o terceiro país no mundo com maior números de fãs da NFL com 19,7 milhões de telespectadores, perdendo apenas para os Estados Unidos, com 117 milhões, e México com 23,3 milhões.

O sucesso é tanto que, segundo a revista Forbes, só a partida envolvendo o Super Bowl arrecada sozinha 580 milhões de dólares. Tornando, assim, o evento esportivo mais valioso do mundo. O jogo é o retrato do sucesso da NFL. Enquanto a liga inglesa de futebol celebra um contrato de 2,6 bilhões, os americanos dividem entre os 32 times do campeonato anualmente 7 bilhões de dólares e, a cada ano, o evento bate recordes de audiência na TV, nos EUA e também no Brasil.

E o esporte americano tem cavado seu espaço a cada dia, nas terras tupiniquins. Ele já é transmitido desde década de 1990, mas hoje praticamente virou uma febre. Tem atraído cada vez mais interesse por parte população brasileira e colocado o país como referência entre os fãs de football fora dos EUA.

Tudo pelo amor ao esporte

O interesse pela prática do futebol americano no mundo é latente, surgindo ligas ao redor de todo o planeta. No Brasil, o esporte começou na praia, nos anos 2000. Seu crescimento se deu primeiro porque aqui existem duas ligas, o ‘‘Torneio Touchdown’’ e o ‘‘Campeonato Brasileiro’’, o que atrai quem sempre sonhou em jogar com a bola oval.

Com a difusão da NFL e a propagação de uma comunidade do esporte no país, logo haveria estrutura para a criação de 300 times em todos os estados. Segundo Vítor Moreira, 33, ex-jogador do Gigantes do Sertão (time de Fortaleza), o esporte só tende a crescer no país. ‘‘Hoje, com um Campeonato Brasileiro consolidado em duas divisões e uma seleção nacional chancelada por uma Confederação (Confederação Brasileira de Futebol Americano), é clara a existência de oportunidades, tanto para atletas como para empresários. Eu gosto de afirmar que estamos vivendo na era do semi-profissional do esporte no Brasil’’, afirma o ex-jogador.

‘‘Eu gosto de afirmar que estamos vivendo na era do semi-profissional do esporte no Brasil’’ (Vítor Moreira)

As redes sociais e a internet também influenciaram muito para propagar esse esporte. Através delas, é possível encontrar tudo o que se quer saber, desde a história, as regras até vídeos de jogadas ou jogos completos. E os times usam muito as redes sociais para divulgar seu clube, os atletas também e os comentaristas mais ainda.

O link abaixo traz um vídeo explicativo para conhecer as regras e o andamento da partida:

Maior audiência

É fato que o futebol americano está acumulando cada vez mais fãs em todo o país. Segundo dados divulgados pela emissora ESPN, que transmite o evento, a audiência do futebol americano entre 2013 e 2016 cresceu 800%, o que nos dá uma noção de que a popularização está ficando forte por aqui.

Um dos amantes desta modalidade esportiva e também praticante, Heitor Batista, 23, afirma que começou a se interessar por conta do único jogador brasileiro da liga americana, o Kicker (chutador do time), Cairo Santos. ‘‘Senti vontade de acompanhar quando descobri que tinha um brasileiro na NFL. Vi que ele chutava a bola e comecei a torcer pra cada pontapé que ele acertava. Daí, comecei de verdade a perceber como nesse esporte os jogadores têm que estar 100% ligados às jogadas e ter alto grau de concentração em todas as partidas’’. Batista diz que deseja que o esporte possa crescer ainda mais aqui, no Brasil, e possa proporcionar bolsas e oportunidades para que brasileiros possam ingressar na liga americana.

‘‘Senti vontade de acompanhar quando descobri que tinha um brasileiro na NFL. Vi que ele chutava a bola e comecei a torcer pra cada pontapé que ele acertava’’ (Heitor Batista)

Com tamanha repercussão, o porta-voz da NFL, Michael Signora, diz ter interesse de trazer o Pro Bowl (espécie de jogo das estrelas), para o Brasil, em 2017, já que em muitas cidades os estádios ficariam lotados e os ingressos seriam muito disputados. Vamos aguardar para ver o que vai acontecer nos próximos anos. Só temos a certeza de que esse número de amantes da liga aqui, no Brasil, só tende a crescer.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php