Período de chuvas traz perigos para a saúde

Por Matheus Miranda

A temporada de chuva no início do ano, além de gerar muitos transtornos, como o aumento do congestionamento, alagamentos e problemas na rede elétrica, pode trazer riscos à saúde. Algumas doenças podem ser transmitidas por meio da água contaminada com agentes infecciosos, por isso, é necessário ficar atento para se prevenir e identificar os sintomas logo que aparecem.

Aqui não vale o ditado popular ‘‘quem está na chuva é pra se molhar’’, pois o organismo já levanta a bandeira vermelha. Fora todos os contratempos, as chuvas e enchentes podem ser extremamente perigosas para a saúde. Isso porque, segundo a Secretaria de Estado da Saúde, as águas transbordam dos rios e bueiros entram em contato com a rede de esgoto, com animais portadores de doenças e seus excrementos (fezes e urinas). Portanto ficam contaminadas e criam oportunidades para que vírus, bactérias e vermes ataquem o organismo, principalmente se houver feridas na pele.

Doenças transmitidas pela chuva

As águas das chuvas quando contaminadas podem transmitir doenças como micose, hepatite e leptospirose, e por isso, deve-se evitar ao máximo entrar em contato com este tipo de água, especialmente durante períodos de enchente. De acordo com, o médico infectologista Moacir Ribeiro, 43, podemos colocar na balança outros elementos que ajudam a transmitir esses males a sociedade. ‘‘Nós temos centenas de vírus circulando no ambiente. A exposição a eles é inevitável. A maioria deles sequer causa alguma doença, porque nossa imunidade consegue prevenir, mas todos os anos um conjunto acaba prevalecendo’’, explica o médico.

A diarista Fernanda Azevedo, 32, relata que um dos principais problemas não é apenas a chuva e as enchentes, mas também, o lixo acumulado que ajuda o fortalecimento dessas doenças em locais com pouco saneamento básico. ‘‘Em muitos locais não só aqui em fortaleza, mas em todo o Brasil, a coleta do lixo não funciona. Essas chuvas se juntam com o lixo que é despejado em céu aberto e acaba atraindo esses mosquitos da dengue, zika e chikungunya. Já tive o desprazer em pegar essa doenças, tive várias dores no corpo e cabeça, diarreia, tonturas e perdi mais de seis quilos. Você fica praticamente impossibilitado de fazer qualquer coisa no seu dia a dia’’, relata Fernanda.

‘‘Já tive o desprazer em pegar essa doenças, tive várias dores no corpo e cabeça, diarreia, tonturas e perdi mais de seis quilos. Você fica praticamente você fica impossibilitado de fazer qualquer coisa no seu dia a dia’’ (Fernanda Azevedo)

São vários os motivos para a proliferação dessas doenças. As que têm transmissão por mosquitos, por exemplo, costumam aumentar porque eles concluem o ciclo reprodutivo nesse período e passam a circular com maior intensidade pelas casas, podendo transmitir doenças. O tempo chuvoso também faz com que as pessoas fiquem mais aglomeradas, quase sempre em ambientes fechados, o que favorece a transmissão do vírus. ‘‘Os primeiros sintomas podem ser febre, dores de cabeça e no corpo, principalmente na panturrilha. Sem tratamento de urgência, alguns casos podem se agravar, provocando riscos de insuficiência renal e sangramentos nos pulmões’’, relatou o médico.

‘‘Os primeiros sintomas podem ser febre, dores de cabeça e no corpo, principalmente na panturrilha. Na ausência de tratamento de urgência, alguns casos podem ser mais graves, provocando riscos de insuficiência renal com sangramentos nos pulmões’’ (Moacir Ribeiro)

Como se prevenir no período das chuvas

O jeito é tentar se prevenir das formas como a maioria da população já conhece. É interessante evitar o contato com pessoas infectadas, manter a higiene do corpo, lavar bem as mãos antes das refeições e ter certeza da procedência dos alimentos que ingere. ‘‘O cuidado maior deve alcançar, principalmente, crianças e idosos, por fragilidade no sistema imunológico’’, sugere o doutor Moacir Ribeiro.

O Jornalismo NIC preparou um  infográfico de como se deve precaver dessas doenças em épocas de chuvas e enchentes:

Infográfico: Ravelle Gadelha

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php