5+ Filmes com temática LGBT

Por Rhuan de Castro

A presença de personagens LGBT na mídia é um tabu que está sendo desconstruído. Sejam em filmes, novelas, desenhos ou jogos, esses personagens estão conquistando seu espaço e fazendo sucesso entre o público. O Jornalismo NIC selecionou cinco filmes com temática LGBT necessários para uma discussão sobre sexualidade e gênero, os quais permitem uma análise aprofundada sobre esse tema.

Out In The Dark (Além da Fronteira)

Lançado em 2013, o longa-metragem retrata o amor proibido entre Nimr Mashrawi (Nicholas Jacob), um estudante de psicologia palestino, e Roy Schaefer (Michael Aloni), um advogado israelense. Após se conhecerem em um bar gay, os protagonistas desenvolvem uma relação amorosa que vai de encontro a muitas dificuldades, desde o preconceito das famílias de ambos, até o fato dos dois terem nascido em lados opostos do conflito entre Israel e Palestina. Enquanto Nimr, encara o fato de ter de esconder sua orientação sexual da comunidade em que vive, Roy, precisa lutar pelo direito de amar seu companheiro e protegê-lo.

Free Fall (Queda Livre)

Marc Borgmann (Hanno Koffler) é um policial estimado pela família, amigos e superiores, que aguarda com sua esposa Bettina Bischoff (Katharina Schuttler), o nascimento do seu primeiro filho.  Durante seu turno extra na academia de oficiais, o jovem policial conhece Kay Engel (Max Riemelt), um colega de ofício que passa a acompanhá-lo nos exercícios físicos e outras atividades. O que Marc não esperava, era que sua amizade com Kay acabaria se tornando um relacionamento amoroso. Dividido entre a família e sua paixão, a vida de Marc fica de cabeça para baixo quando percebe que não pode fazer todos felizes.

The Danish Girl (A Garota Dinamarquesa)

O enredo se passa em Copenhague, Dinamarca, e retrata a história do pintor Einar Wegener (Eddie Redmayne) e sua esposa Gerda Wegener (Alicia Vikander), ambos pintores. Certo dia, após o atraso de sua modelo, Gerda pede ao marido que colocasse a vestimenta (meias, sapatos e vestido) e tomasse o lugar da modelo para que a pintura fosse concluída. Após este acontecimento, a mulher dentro de Einar, chamada Lili, desperta, e passa a ser modelo para os quadros de sua esposa, mudando a vida do casal completamente. Enquanto Lili luta por sua identidade, Gerda entra em conflito sobre sua vida pessoal e o que é melhor para sua esposa.

La vie d’Adèle – Chapitres 1 & 2 (Azul é a Cor Mais Quente)

Sob a direção de Abdellatif Kechiche, o longa-metragem conta a história de Adèle (Adèle Exarchopoulos) uma garota de 15 anos que almeja se tornar professora. Certo dia, ao visitar um bar gay, Adèle conhece Emma (Léa Seydoux), uma artista plástica de cabelos azuis que desperta o seu interesse. Após um período de conhecimento e aproximação, a jovem estudante descobre na artista sua primeira paixão por outra mulher. Impossibilitada de revelar seus sentimentos para a família e amigos, Adèle busca lidar com seus conflitos internos enquanto se entrega por completo ao seu amor por Emma.

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho

O filme narra a história de Leonardo (Ghilherme Lobo), um adolescente cego que está passando pelas descobertas típicas da idade, enquanto lida com sua deficiência. Vítima de preconceito e brincadeiras maldosas de alguns colegas do colégio, o jovem estudante encontra na amiga Giovana (Tess Amorin) um porto seguro. Contudo, a entrada de um novo estudante chamado Gabriel (Fabio Audi), muda completamente a rotina dos dois amigos. Enquanto Giovana se afasta, a aproximação de Leonardo e Gabriel, permite ao dois garotos descobrirem mais sobre si mesmos e sua própria sexualidade.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php